Recém rebaixado e a Globo paga mais para eles do que para o São Paulo

O São Paulo acabou passando por anos sombrios durante a última década. Além do jejum de títulos, o Tricolor acabou vivendo uma crise financeira forte, que refletia no desempenho dentro de campo e fora dele.

Recentemente, o jornalista Alexandre Zanquetta, do Blog do São Paulo, divulgou  algumas informações que deixaram os tricolores de boca aberta. Infelizmente, elas foram negativas ao clube.

Isso porque foi revelado o quanto o SPFC ganhou com o acordo de direito televisivo com a Globo, maior emissora do país. O clube paulista ficou em sexto lugar entre os que mais arrecadaram, ficando atrás de, por exemplo, Grêmio e até o próprio Botafogo.

Mesmo tendo a terceira maior torcida do Brasil, o São Paulo não soube utilizar seu poder para assinar um contrato mais lucrativo. Enquanto o Flamengo, líder no ranking, embolsava R$ 275,2 milhões, o SPFC ficava com R$ 111,7 milhões.

O Grêmio, para ter noção, esteve na Série B e seu acordo valia R$ 170,1 milhões, sendo o terceiro na colocação, atrás do Corinthians (R$ 187,2 milhões). 

Agora, com a criação da Lira, a ideia inicial é que o SPFC embolse valores semelhantes a Flamengo e Corinthians, diminuindo a diferença absurda entre os clubes. O presidente Julio Casares vem adotando uma postura calma e consciente para fechar o melhor acordo para o Tricolor.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Valores embolsados pelos clubes no contrato televisivo com a Globo

  • 1 – Flamengo (R$ 275,2 milhões)
  • 2 – Corinthians (R$ 187,2 milhões)
  • 3 – Grêmio (R$ 170,1 milhões)
  • 4 – Palmeiras (R$ 162,6 milhões)
  • 5 – Atlético-MG (R$ 121,2 milhões)
  • 6 – Botafogo (R$ 112,5 milhões)
  • 7 – São Paulo (R$ 111,7 milhões)
  • 8 – Fluminense (R$ 105,7 milhões)
  • 9 – Internacional (R$ 105,5 milhões)
  • 10 – Cruzeiro (R$ 98,5 milhões)
  • 11 – Vasco (R$ 97,6 milhões)
  • 12 – Red Bull Bragantino (R$ 85,8 milhões)
  • 13 – Fortaleza (R$ 73,6 milhões)
  • 14 – Bahia (R$ 72,1 milhões)
  • 15 – Cuiabá (R$ 66 milhões)
  • 16 – Santos (R$ 64,2 milhões)
  • 17 – Coritiba (R$ 49,9 milhões)
  • 18 – Goiás (R$ 49,4 milhões)
  • 19 – América-MG (R$ 42,8 milhões)
  • 20 – Athletico (R$ 41,8 milhões)