Recebe do São Paulo após ser dispensado e está destruindo na Série B

Nos últimos anos, o São Paulo acabou realizando alguns negócios nos quais o saldo final acabou sendo negativo. Como consequência, a equipe, apesar de competitiva, não ganha troféus de relevância nacional desde 2012, quando venceu a Copa Sul-Americana.

Um dos jogadores que chegou a um alto custo e não correspondeu dentro de campo foi o atacante Eder. Desembarcou em 2021, e gerou grande ansiedade nos torcedores, já que tinha feito uma boa carreira na Itália, chegando a atuar pela seleção em diversas oportunidades. Atingiu seu auge na Inter de Milão.

Com a missão de devolver o protagonismo ao Tricolor, Eder jamais foi considerado um titular absoluto. Disputou 75 partidas, marcando 11 gols e quatro assistências. Todavia, a grande questão envolvendo o ítalo-brasileuro era seu salário, que chegava na casa dos R$ 800 mil por mês.

No final da temporada passada, Eder chegou a um acordo com a diretoria e não renovou seu contrato com o clube. Acertou com o Criciúma, e vem sendo um dos principais jogadores da Série B do Campeonato Brasileiro.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Assim que decretou sua saída do Tricolor, acertou um negócio referente às dívidas que tinha a receber do clube. De acordo com informações do Globoesporte, o São Paulo pagará o valor em 24 parcelas, ou seja, ele receberá do clube por dois anos. Os valores não foram divulgados.

Eder vem sendo peça chave no Criciúma

No último sábado (9), no empate em 3 a 3 contra o Sport, na Ilha do Retiro, ele marcou dois gols. Um fator curioso é que o goleiro do adversário era Denis, que também acumula passagem pelo SPFC. Ele vem se destacando pelo Tigre, que busca o acesso à elite do futebol brasileiro pela primeira vez em oito anos. Em 28 partidas disputadas, marcou 11 gols e distribuiu duas assistências.