Rafinha age como empresário para ex-companheiro de Bayern reforçar o São Paulo

Da mesma forma que ocorreu com James Rodríguez antes de chegar no São Paulo, Rafinha desempenhou um papel fundamental nas negociações devido à amizade que cultivou com Luiz Gustavo durante o período em que defendiam o Bayern de Munique. O volante foi companheiro de lateral tricolor entre 2011 e 2014 no clube alemão.

Ciente do interesse do São Paulo em reforçar seu elenco com a chegada de volantes para 2024, Rafinha iniciou conversas com Luiz Gustavo, para falar a respeito do clube e das perspectivas para o próximo ano. O meia se mostrou entusiasmado com o que ouviu e deu sinal verde para que seu agente intensificasse as negociações. Na última quarta-feira, o presidente Julio Casares se reuniu com o representante do jogador no Morumbi para alinhar alguns detalhes, mas que não chegaram a ser revelados.

O São Paulo não criou interesse agora no jogador, já tinha o nome em mente há alguns meses, mas via questões financeiras como um obstáculo. Luiz Gustavo está no Al-Nassr, equipe da Arábia Saudita que Cristiano Ronaldo joga e possui um salário considerável. Por outro lado, ele começou a considerar positivamente a ideia de retornar ao Brasil, principalmente pelo fato de disputar a Libertadores em 2024. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A importância da Libertadores também desempenhou um papel crucial na decisão de Julio Casares em fazer um esforço para contratar Luiz Gustavo. Sua vasta experiência, incluindo participações em várias edições da Liga dos Campeões e na Copa do Mundo de 2014 pela Seleção Brasileira, será de extrema importância para o São Paulo.

No elenco atual do São Paulo, Pablo Maia é o titular da posição, mas há grandes chances de ele ser negociado na próxima janela de transferências por conta das ótimas atuações que vem fazendo. O clube está tomando medidas proativas na busca por um substituto, caso o jovem jogador se despeça em janeiro.