Quando ninguém mais esperava, goleiro Denis volta a ser titular

Natural de Jaú, no interior de São Paulo, e cria da Ponte Preta, o goleiro Denis César de Matos chegou ao Tricolor Paulista após se destacar pela Série B do Campeonato Brasileiro de 2007. No Morumbi, ganhou a alcunha de reserva de luxo de Rogério Ceni, permanecendo na sombra do ídolo por longas sete temporadas.

Em 2016, com a aposentadoria de Ceni, assumiu a titularidade do São Paulo e viveu a expectativa de enfim encontrar seu lugar ao sol dentro do Morumbi. Mas a realidade foi bem diferente. Sofrendo com enorme pressão da torcida são-paulina e da imprensa esportiva, Denis conviveu com falhas e saiu, ao fim de 2017, sem deixar saudades.

Depois de passar por Figueirense, Gil Vicente, de Portugal, e Aris, da Grécia, o experiente arqueiro de 36 anos se juntou ao Sport Recife no ano passado. Porém, graças a uma grave lesão no joelho, contou com apenas uma partida em 2022 e acumulou um ano longe dos gramados, voltando ao time somente no início deste mês.

Titular no empate por 1 a 1 contra o Botafogo-SP pela Série B do Brasileirão, Denis celebrou o tão sonhado retorno: “Meu primeiro jogo aqui foi em agosto do ano passado. Um ano depois vou ter o prazer de voltar novamente a vestir a camisa do Sport dentro da Ilha do Retiro e fazer o que mais gosto de fazer, que é estar dentro de campo”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ex-São Paulo afirmou que saída o ajudou na carreira

Em entrevista ao portal GE.com, Denis não teve medo de dizer que sua saída do São Paulo em dezembro de 2017 foi o divisor de águas de sua carreira. Bastante criticado, ele deixou o clube após encerrar seu contrato e passou por Figueirense, Gil Vicente, de Portugal, e Aris, da Grécia, antes de chegar ao Sport em 2022.

“Depois consegui jogar bem, ficar bem. Joguei no Figueirense, fui campeão lá. Fui para Portugal e fiz duas excelentes temporadas, fui melhor goleiro do campeonato jogando por um clube pequeno, o que é muito difícil. Então, depois, olhando para a minha carreira, o que aconteceu pós-São Paulo foi muito bom”, disse.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.