Qual a multa rescisória de James Rodríguez com o São Paulo?

James Rodríguez foi, sem dúvida alguma, uma das contratações mais badaladas não só do futebol brasileiro, mas também do continente sul-americano. O colombiano chegou ao São Paulo sob grandes expectativas, afinal, é o camisa 10 da seleção colombiana e acumula passagens por Real Madrid, Bayern de Munique, Porto, entre outros.

Contudo, o jogador ainda não encontrou espaço como titular absoluto, já que a maioria das partidas em que iniciou era junto ao time alternativo. Vale lembrar que Dorival Júnior optou pelo foco nos torneios mata-matas, escalando os reservas em muitas partidas do Campeonato Brasileiro, por exemplo.

Recentemente, James deu uma entrevista polêmica ao Globo Esporte, na qual não garantiu sua permanência no Tricolor para 2024. Muito se especulou sobre uma possível recisão de contrato amigável entre as partes.

“Aí não sei. No futebol muda tudo muito rápido. Nunca gostei de falar sobre futuro, só Deus sabe. Gosto de falar do presente, do dia a dia. Não sei o que vai acontecer em 2024, o futebol muda muita coisa. Um dia estamos aqui, outro dia estamos em outro lugar. Não sei, gosto de falar do presente, e o presente é agora. Vou tentar ficar bem para ajudar o time. Se ficar ou não”, disse.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Caso algum clube esteja a par da situação e queira tirar James Rodriguez do Morumbi, terá que desembolsar cerca de 50 milhões de euros (R$ 265 milhões de acordo com a cotação atual), de acordo com informações divulgadas pelo Bolavip Brasil. 

As chances são mínimas, já que é muito difícil que uma equipe pague todo esse valor em um jogador de 32 anos de idade. A tendência é que James continue no São Paulo na próxima temporada.