PSG ameaça demitir funcionários se Mbappé sair de graça

Sem chegar a um acordo de renovação com o astro Kylian Mbappé, o Paris Saint-Germain adotou uma curiosa tática para forçar o francês de 24 anos a ser vendido ainda nesta janela de transferências. Segundo o conceituado jornal “L’Equipe”, o clube enviou uma carta ao jogador com uma série de “ameaças” caso ele saia de graça no meio do próximo ano.

Com contrato válido somente até junho de 2024, Mbappé já descartou se transferir para o futebol árabe e, até o momento, não tem um novo destino definido na Europa por conta dos altos valores envolvidos em uma possível negociação. Assim, o PSG resolveu enumerar pontos problemáticos que uma saída gratuita do astro provocaria.

Entre eles, o “L’Equipe” garante que a alta cúpula do PSG afirmou para o jogador que uma demissão em massa dos funcionários aconteceria no próximo ano se o cenário se mantiver sem grandes novidades. Nos bastidores, o clube francês está convencido do que Mbappé já tem um pré-acordo firmado com o Real Madrid.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Para negociá-lo neste momento, a diretoria parisiense pede 200 milhões de euros. Além do gigante espanhol, Chelsea e Barcelona também realizaram sondagens para saber da situação do francês. Nenhum, no entanto, chegou a apresentar uma proposta oficial.

PSG abriu as portas para retorno de Neymar ao Barcelona

Segundo informações do jornal espanhol “Sport”, o Paris Saint-Germain teria dado o ok para que Neymar, astro da Seleção Brasileira e ídolo do Santos, negocie o seu retorno para o Barcelona ainda nesta janela de transferências. Nos últimos dias, o brasileiro foi avisado pela diretoria que o clube não conta mais com seus serviços.

A sonhada volta de Neymar ao Camp Nou, no entanto, ainda esbarra em um grande entrave: a questão financeira do clube espanhol. O Barcelona ainda sofre para se enquadrar nas atuais regras do fair play financeiro do Campeonato Espanhol.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.