Presidente do Flamengo pode sofrer impeachment após perder pro São Paulo

O clima na Gávea está indo de mal a pior. Depois de conquistar a Libertadores e a Copa do Brasil em 2022, a temporada de 2023 foi um desastre. Começou emitindo Dorival Júnior e contratando Vitor Pereira, que posteriormente foi demitido após perder o Campeonato Carioca. Como alternativa, a diretoria contratou Jorge Sampaoli.

O argentino deve ter sua saída anunciada nos próximos dias, já que o clima está insustentável, e ninguém do Flamengo enxerga continuidade no trabalho. Somente neste ano, o Flamengo perdeu oito títulos: Supercopa do Brasil, Mundial Interclubes, Taça Guanabara e Campeonato Estadual, Recopa Sul-americana, Libertadores da América, Brasileiro e Copa do Brasil.

E de acordo com informações divulgadas pelo jornalista Renato Maurício Prado, do UOL, o ex-presidente do Flamengo, Marcio Braga, iniciou um pedido de impeachment de Rodolfo Landim.

Apesar da missão não ser fácil, Márcio é o dirigente mais vitorioso da história do clube, e dirigiu o Fla por seis mandatos no total. Ele possui uma boa influência nos bastidores, e pode surtir efeito caso consiga a aprovação de sócios e membros do conselho.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Em toda a história do Rubro-Negro, apenas um mandatário passou pelo prorcesso. Trata-se de Edmundo Santos, que foi afastado em 2002 pela Assembleia Geral, segundo Renato Maurício Prado.

“Há uma grande revolta na Gávea pelo que consideram uma inadmissível omissão de Landim em intervir no futebol, apesar dos sinais evidentes de completa desorganização – o não afastamento sumário do vice de futebol Marcos Braz, após se envolver numa briga com um torcedor num shopping, é considerado inaceitável”, publicou o jornalista, em sua coluna no UOL.