Por que Luxemburgo nunca treinou o São Paulo?

Atualmente comandando o Corinthians, Vanderlei Luxemburgo é um dos maiores treinadores da história do futebol brasileiro. Venceu de tudo e mais um pouco. E mesmo tendo treinado o Real Madrid e a Seleção Brasileira, ele sempre diz que ainda falta dirigir o São Paulo.

Além do Alvinegro que está atualmente, já esteve à frente dos outros grandes paulistas, Santos e Palmeiras. Todavia, ele ainda sente que deveria ter trabalhado no único tricampeão mundial do país, o Tricolor do Morumbi.

Em entrevista ao canal SBT, Luxa revelou o desejo de comandar o SPFC, e citou grandes duelos contra o mestre Telê Santana.

“Sempre quis dirigir o São Paulo. Grande clube, tive grandes embates com o Telê Santana, jogos maravilhosos. Grande clube, que tem uma torcida que gosta de mim, pedindo minha contratação”, comentou.

Luxemburgo já foi especulado em algumas oportunidades no São Paulo. A mais marcante foi após a demissão de Dorival Júnior no início de 2018, quando alguns membros da torcida organizada foram ao CT da Barra Funda e pediram seu nome.

Motivo de Luxemburgo nunca ter trabalhado no SPFC

Um dos motivos para Luxa nunca ter treinado o Tricolor é por causa de seu comportamento. Exigindo anonimato, algumas figuras de dentro do clube afirmaram algumas das razões, em conversa com o jornalista Alexandre Praetzel, ainda em 2018.

”Ele sempre quis se meter em negociações. Aqui no São Paulo, quem contrata é o Clube”; – ”Parou no tempo. Não consegue mais fazer nenhum bom trabalho”; – ”O São Paulo sempre teve comissão técnica fixa. Ele trabalha com um bando de gente. Por isso, nunca deu certo”; – ”O comportamento dele nunca foi legal. Passou o tempo”; – ”Está ultrapassado. A gente sabe que o foco dele mudou”, foram algumas das respostas recebidas por Praetzel.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Em live no canal do Youtube dos jornalistas Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi, Marco Aurélio Cunha, conselheiro vitalício do São Paulo e ex-dirigente do clube, afirmou que um outro motivo para Luxemburgo nunca ter assumido o comando do Tricolor era a rivalidade com o Palmeiras, clube o qual é muito ligado, muito pelos embates com Telê Santana.

“À época da Parmalat, nós vivemos uma rivalidade enorme em cima do Palmeiras. Eu estava lá, ajudei na infra-estrutura médica. Depois disso, em 1994 e 1995, São Paulo com Telê e Palmeiras bicampeão brasileiro, criou-se uma rivalidade técnica muito grande”, iniciou

“ Havia um litígio entre o Telê e o Luxemburgo. Eles trocaram muitas farpas naquela época. Aquilo antipatizou demais o Luxemburgo no SPFC. O clube manteve a imagem que o São Paulo jamais trabalharia lá”, comentou.