Péssima notícia para Cafu que continua sem sua mansão de R$ 40 milhões

Após decisão da  1ª Vara Cível de Barueri, a Justiça rejeitou um recurso apresentado pela defesa de  Cafu, que pretendia cancelar o leilão da mansão do ex-atleta. O local será leiloado por conta de uma dívida avaliada em R$ 9 milhões da parte do capitão do pentacampeonato mundial de 2022.

Na sentença, o juiz alega que  “a irresignação (de Cafu) possui caráter infringente, objetivando nova apreciação de questões e provas já constantes dos autos e consideradas quando da prolação da decisão impugnada”.

O ex-lateral queria o fim do leilão, pois não confiava no leiloeiro que foi escolhido para realizar o processo. A defesa de Cafu avaliou que ele pediu uma comissão superior ao esperado, além de ter enviado uma oferta fora dos termos combinados.  “Não se pode nesta etapa processual analisar as condições pessoais de eventual arrematante que sequer ofereceu lance”, respondeu a Justiça ao pedido.

Cafu pede uma nova petição e solicita pelo desbloqueio de seu dinheiro, que está penhorado neste momento, visando garantir que ele, de fato, fará o pagamento da dívida existente. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Além da comissão cobrada pelo leiloeiro, Cafu não ficou contente com a distância entre os eventos. O primeiro está marcado para o dia 4 de abril (quinta-feira), às 15h, pelo valor da mansão, avaliado em R$ 40 milhões. O segundo seria uma hora mais tarde, mas pela metade do montante anterior.

Dívida de Cafu

Cafu deve R$ 9,5 milhões segundo um processo de fevereiro de 2018 junto a VOB Cred Securitizadora contra a Capi-Penta International Football Player Ltda, empresa de Cafu. Ele não nega o débito a ser quitado, mas não se contentou com o leilão, alegando que é uma residência de sua família.