Perdeu processo para o São Paulo e agora pode recorrer

A novela envolvendo a polêmica rescisão entre São Paulo e o meia-atacante Pedrinho em abril deste ano, após o jogador ser acusado de agressão física pela ex-namorada, ganhou um novo capítulo nesta semana. Na quinta-feira (07), o clube ganhou, em primeira instância, o processo onde Pedrinho pede a reversão da demissão por justa causa.

Em junho, dois meses depois de ser desligado do Tricolor, o jogador entrou com uma ação na Justiça alegando ter sido lesado pelo clube no suposto caso de agressão. Estudando o caso, a Justiça considerou que Pedrinho quebrou a confiança do São Paulo por ter mentido ao afirmar que não havia agredido sua ex-companheira.

Pedrinho treino Sao Paulo
Pedrinho em treino do São Paulo no início de 2023 — Foto: São Paulo FC

Dias depois de negas as agressões, o jogador viu uma série de prints onde ameaçava a influencer Amanda Nunes serem divulgados na imprensa. Em contato com o portal ge, fontes de dentro do clube alegaram que a decisão pela justa causa ocorreu justamente pelo fato de Pedrinho ter mentido aos dirigentes no início das averiguações.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Concordando com o lado são-paulino da polêmica história, a rescisão por justa causa foi acatada pelo juiz e o atacante ainda terá que pagar os horários dos advogados do clube. Pedrinho, no entanto, ainda pode recorrer da decisão.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.