Palmeiras tem seu MUNDIAL excluído

Rival histórico do São Paulo, o Palmeiras vive uma das grandes fases de sua história. Desde a chegada do português Abel Ferreira ao comando técnico em outubro de 2020, o Alviverde empilhou títulos como duas Libertadores da América, dois Brasileirões e uma Copa do Brasil. Um sonho, no entanto, ainda permanece em aberto.

Único dos três grandes da capital paulista que ainda não levantou a taça do Mundial de Clubes, o Palmeiras tentou, por anos, emplacar a conquista da Copa Rio de 1951 como título mundial. Na ocasião, o clube bateu a tradicional Juventus, da Itália, para levantar o troféu do torneio, que acabaria extinto no ano seguinte.

Porém, de acordo com a FIFA, maior entidade do futebol, a conquista palmeirense não pode ser considerada como um mundial. Segundo a entidade, nem mesmo a Copa Intercontinental, disputada entre 1960 e 2004, tem o reconhecimento. Tal decisão afeta não só o Palmeiras, mas clubes como Santos, Flamengo e Grêmio.

Um dos nomes mais respeitados do jornalismo esportivo brasileiro, Paulo Vinícius Coelho concordou com a análise da FIFA: “O Palmeiras ganhou a Copa Rio, que era um torneio muito importante, mas o Palmeiras não tem Mundial. Se eu chegar em Turim e perguntar quem ganhou a Copa Rio, o cara não sabe. Então não é mundial”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Palmeiras bateu na trave há dois anos

Já sob o comando de Abel Ferreira, o Palmeiras teve duas grandes oportunidades para alcançar o sonhado título do Mundial de Clubes. Em 2020, o clube sequer passou do Tigres, do México, e acabou com apenas o quarto lugar no torneio. Na edição seguinte, o Alviverde foi mais longe e chegou na grande decisão contra o Chelsea.

Em um jogo bastante movimentado e nervoso, o alemão Kai Havertz decidiria para os ingleses já nos minutos finais da prorrogação no dia 12 de fevereiro de 2022. Sem conquistar a taça, o Palmeiras não adentrou ao grupo de brasileiros campeões do torneio que hoje é composto por São Paulo, Internacional e Corinthians.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.