Pablo Maia se manifesta sobre saída do São Paulo

Depois de subir ao time profissional em 2022, Pablo Maia vem se tornando um dos jogadores mais consistentes e importantes do São Paulo. Titular absoluto, venceu seu segundo título pelo clube neste domingo (4), quando o Tricolor bateu o Palmeiras e levantou a Supercopa Rei. Ainda no ano passado, já havia sido peça fundamental na Copa do Brasil.

No Tricolor há sete anos, o volante de 22 anos revelou que uma das maiores qualidades desse time atual do SPFC é a alta intensidade. O Tricolor deu a volta por cima depois de anos complicados e voltou a figurar como protagonista.

“Para mim é muito gratificante. Estou no clube desde os 15 anos, subi e agora estou escrevendo a minha história no time profissional. É uma felicidade enorme poder conquistar títulos depois de todo esse tempo que o São Paulo não ganhava. Vejo todos que vêm de Cotia junto comigo, conquistando títulos e ajudando o São Paulo”, disse, em entrevista à ESPN.

Pablo Maia pode dar adeus ao Tricolor no meio do ano

Por ser jovem, habilidoso e ter muito potencial, Pablo Maia está sendo cobiçado por diferentes clubes da Europa, em especial da Premier League (Campeonato Inglês). Apesar de não ser inegociável, a diretoria só deve vendê-lo por cifras bem altas. 

Em entrevista recente ao SporTV, o volante são-paulino foi perguntado acerca de uma possível ida ao Velho Continente em breve. O atleta não quis cravar uma data para o adeus, mas admitiu que seu sonho é atuar na Europa.

“Tenho o sonho de jogar lá fora, nas ligas de lá também. Em alto nível. É um sonho meu e trabalho todos os dias para dar meu melhor no São Paulo para que eu possa um dia estar lá. Se a oportunidade vier, vou estar preparado. Vamos ver como vai ser a janela do meio do ano. Se vier coisa boa para todo mundo, com certeza vou para lá”, disse o jogador.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Pablo reiterou seu desejo, mas também disse que está focado no presente e em defender a camisa do São Paulo. Ele ainda tem a chance de conquistar o Campeonato Paulista caso, de fato, receba uma proposta tentadora em julho, data de abertura da janela de transferências do futebol europeu.

“Ano passado chegaram propostas, mas deixei tudo na mão dos meus empresários, dos familiares. Agora, para mim, é um momento muito importante. Ganhei dois títulos inéditos pelo São Paulo e estou jogando pelo time onde cresci, é uma felicidade enorme. Claro que eu sonho com a Europa, em ir jogar lá. Acho que todos querem chegar lá um dia e comigo não é diferente. Mas tenho cabeça tranquila, deixo com meus empresários, se for bom para todo mundo, acontece no tempo certo”, finalizou, desta vez em entrevista à ESPN.