Novos detalhes revelados agora sobre a situação do Goleiro Bruno

Revelado na Portuguesa, o ex-atacante Diogo foi tratado como uma grande promessa do futebol brasileira. O ex-atleta acumulou passagens pelo Flamengo, Santos, Palmeiras e Olympiacos, da Grécia. Pendurou as chuteiras no ano passado, aos 36 anos de idade, quando defendia o Johor Darul Ta’zim, da Malásia 

Diogo desembarcou no Flamengo em uma época conturbada. Até por isso, sua passagem não foi o esperado. Disputou somente 18 partidas, com um gol marcado e três assistências distribuídas.  Em entrevista ao jornalista André Hernan, do  UOL Esporte, ele contou mais sobre seu período na Gávea.

Ele relembrou a situação com o goleiro Bruno, e que ninguém no clube tocava no assunto, até para evitar comentar sobre a má fase que a equipe enfrentava naquele momento. 

“O time não estava tão bem naquela época. Tinha cobrança. Foi um ano bem complicado para o Flamengo. Eu cheguei lá e, dez dias antes, o Bruno tinha sido preso. […] Mas foi um ano complicado. Ninguém tocava no assunto. Parece que, como o momento não era bom no campo, também era uma forma de se proteger. Já não estava bom no campo, estava pior fora. E era natural. Não era combinado”, comentou Diogo. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Assunto de Bruno não era comentado no vestiário do Flamengo

Por sinal, o assunto era tão evitado, que na visão de Diogo, nunca houve algo desse tipo nos vestiário que frequentou. Por sinal, o próprio ex-jogador admite que não tinha motivos para falar sobre o caso 

“Eu não me recordo de ninguém falando do Bruno. No futebol, a gente fala, a gente conversa. E eu não me lembro de ninguém tocando no assunto. E foi uma coisa muito complicada. Acho que não tinha porque comentar”, concluiu.