Novo trabalho de Daniel Alves depois de deixar a cadeia chama atenção

Em liberdade provisória, Daniel Alves está esperando a sentença final em relação ao crime de stupro, cometido no final de dezembro de 2022, em uma boate em Barcelona. Enquanto isso, o brasileiro vive sua vida na capital da Catalunha junto a sua esposa, Joana Sanz, e visa outros negócios.

De acordo com o site On Economia, o ex-lateral da seleção brasileira abriu uma empresa no último mês chamada  OQP Sport & Management. Ela possui um capital social de 30 mil euros (cerca de R$ 167 mil) e trabalha com gestão de direitos de imagem, representação de atletas e consultoria. 

Daniel Alves entrou no ramo dos negócios há um bom tempo, já que antes de ser preso, possuía parte da  Flashforward, companhia na qual a administradora era Dinorah Santana, sua ex-esposa. Contudo, não era a única empresa na qual o brasileiro tinha participação, já que o casal também administrava a Cedro Esport, que trabalhava com direitos de imagem.

Segundo o On Economia, Daniel Alves continua sendo administrador da Bahia Ilhéus, que é empresa imobiliária, além de suas participações no ramo gastronômico (restaurantes) e de moda (óculos e roupas). 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Vale lembrar que Daniel Alves foi condenado a quatro anos e meio de prisão por estupro de uma mulher de 23 anos, na boate Sutton, em Barcelona, em 30 de dezembro de 2022. Ficou preso por 14 meses e saiu em liberdade provisória em março, mediante ao pagamento de uma fiança avaliada em 1 milhão de euros, além de outros requisitos como a entrega de seus passaportes e a garantia de que não fugirá do país.