Muricy responde sobre se tornar treinador do São Paulo

Com a saída confirmada de Dorival Júnior rumo a Seleção Brasileira, o São Paulo corre contra o tempo para anunciar a chegada de um novo treinador. Diversos nomes estão sendo especulados no clube, tanto de brasileiros quanto estrangeiros.

Os dois mais fortes foram os de Juan Pablo Vojvoda, do Fortaleza, e Pedro Caixinha, do Red Bull Bragantino. Ambos recusaram a investida tricolor, e garantiram que têm a intenção de cumprir contrato com seus clubes atuais.

O SPFC também analisou a possibilidade de contar com António Oliveira, do Cuiabá, e Thiago Carpini, do Juventude. Contudo, a diretoria ainda quer um nome mais forte para comandar a equipe neste ano, que contará com participação na Libertadores.

De acordo com informações divulgadas pelo jornalista Gabriel Sá, uma das opções analisadas foi a volta de Muricy Ramalho ao cargo de treinador.

“O São Paulo conversa para que Muricy Ramalho assuma o cargo de treinador até o final de 2024. O São Paulo segue de olho em nomes no mercado, mas esse seria um cenário. Ele trabalhou em toda a montagem de elenco junto ao técnico Dorival Júnior e teria o aval de todos internamente. Muricy nunca engoliu muito bem sua última passagem pelo São Paulo e quer encerrar por cima, no clube que ele ama”, divulgou Gabriel Sá.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Muricy deve continuar na mesma função

Apesar da animação de boa parte dos torcedores são-paulinos, Muricy Ramalho não deve assumir o comando técnico do Tricolor. De acordo com o Lance!, ele possui uma cláusula em seu contrato que não lhe permite exercer a função de treinador, nem mesmo de forma interina. Vale lembrar que seu vínculo foi renovado recentemente.

Outra questão é a de saúde. Apesar de seu problema cardíaco estar estável, o estresse diário e o nível de exigência física de um técnico não faria bem ao treinador. Como técnico do SPFC, Muricy conquistou o tricampeonato brasileiro em 2006, 2007 e 2008, além da Copa Conmebol em 1994 e a Copa Master da Conmebol em 1996