Maior traição da história do Corinthians levou a torcida do São Paulo à loucura

O último mercado de transferências de verão do Brasil começou com uma grande polêmica envolvendo o técnico Vítor Pereira e o Corinthians, eterno rival do São Paulo. Alegando problemas familiares, o português, que levou o Alvinegro até a decisão da Copa do Brasil, anunciou o seu retorno ao país europeu em novembro do ano passado.

No entanto, poucas semanas depois, o nome do treinador ganhou força para substituir Dorival Jr. no comando do Flamengo. Sem renovar o vínculo com o treinador campeão da Copa do Brasil e da Copa Libertadores de 2022, o clube carioca enxergou em Vítor Pereira como a grande oportunidade dentro do mercado para treinar a equipe.

E o acordo não demorou a sair, provocando risos das torcidas de São Paulo, Palmeiras e Santos. Durante entrevista coletiva concedida em dezembro, Duílio Monteiro Alves, presidente do Corinthians, classificou como “traição” a atitude e disse que faltou caráter ao técnico.

A relação de ódio, porém, já foi de puro amor. Durante a temporada, mesmo sem conquistar títulos, Vítor Pereira foi alçado ao posto de nome incontestável dentro do Corinthians. Tanto que o treinador virou até tweet no perfil oficial do clube. A publicação, no entanto, envelheceu mal. Relembre:

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Vitor Pereira de sola
Reprodução: Instagram “De Sola”

A “traição”, porém, demorou poucos meses para se mostrar um verdadeiro desastre. Longe do Corinthians, Vítor Pereira acumulou uma série de vexames com o Flamengo. Eliminado nas semifinais do Mundial de Clubes, o técnico ainda foi vice-campeão da Supercopa do Brasil, da Recopa Sul-Americana e do Campeonato Carioca.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.