Luxemburgo revela desgosto por nunca ter treinador o Tricolor

0

Um dos técnicos brasileiros mais vencedores da história, Vanderlei Luxemburgo revelou que nunca ter treinado o Tricolor do Morumbi foi um dos desejos que ele não conseguiu realizar em sua vitoriosa carreira. O técnico disse, em entrevista ao Portal iG, que pelo nível que atingiu em sua profissão deveria ter ao menos uma passagem pelo São Paulo.


“Passei por quase todos os grandes clubes do Brasil, faltou o São Paulo. O São Paulo é um clube de referência nacional e mundial, então um técnico no nível que cheguei deveria ter trabalhado lá. Acho que ficou faltando”.

Vanderlei Luxemburgo

Campeão Brasileiro pelos rivais Palmeiras, Corinthians e Santos, o São Paulo acabou sendo o único grande do futebol paulista que Luxemburgo não comandou. O treinador ainda passou por Bragantino, Guarani e Ponte Preta. A nível nacional, Vanderlei passou por nove dos doze clubes tradicionalmente chamados de “grandes”: além dos três paulistas já citados, o técnico também dirigiu Flamengo, Vasco, Fluminense, Cruzeiro, Atlético-MG e Grêmio. Juntamente com o São Paulo, Botafogo e Internacional também nunca contrataram o treinador.

O enorme sucesso que atingiu durante a década de 90 levou Vanderlei a substituir Zagallo na Seleção Brasileira após a Copa do Mundo de 1998. Com o Brasil, onde foi campeão da Copa América de 1999, o treinador colecionou polêmicas que envolveram documentações falsas e um processo de sonegação fiscal. A derrota para Camarões nos Jogos Olímpicos de Sydney foi a gota d’água para o técnico.

De volta aos clubes brasileiros, Luxemburgo venceu a tríplice coroa como Cruzeiro em 2003 e o Brasileirão de 2004 com o Santos. A volta dos ótimos resultados o levaram a treinar os Galácticos do Real Madrid, mas novamente teve uma passagem conturbada e foi demitido após conflitos com alguns dos medalhões do clube espanhol. Seu último clube foi o Cruzeiro, em 2021.


Ex-dirigente explicou a razão de Luxemburgo nunca ter treinado o Tricolor

Marco Aurélio Cunha, ex-dirigente do Tricolor, revelou em entrevista para o Canal Arnaldo e Tironi, no Youtube, uma das razões por Luxemburgo nunca ter trabalhado no Morumbi: “À época da Parmalat, nós vivemos uma rivalidade enorme com o Palmeiras. Eu estava lá, ajudei na infraestrutura médica. Depois disso, entre 1994 e 1995, São Paulo com Telê e Palmeiras bicampeão brasileiro, criou-se uma rivalidade técnica muito grande. Havia um litígio entre o Telê e o Luxemburgo. Eles trocaram muitas farpas naquela época. Aquilo antipatizou demais o Luxemburgo no São Paulo”, disse.

Depois da vitoriosa passagem pelo Palmeiras, o técnico ainda passou pelo também rival Corinthians, aumentando ainda mais o litígio com o Tricolor.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino e siga o melhor site sobre o Tricolor no Instagram.

- Publicidade -