Luiz Gustavo mal chegou no São Paulo e já encerrou ciclo no clube

Ainda no final do ano passado, o São Paulo anunciou a contratação do volante Luiz Gustavo, de 36 anos de idade. O jogador estava livre no mercado após saída do Al-Nassr, da Arábia Saudita, e levantou muitas dúvidas nos torcedores.

O experiente jogador vem provando o contrário a cada dia que passa, se tornando um símbolo de liderança dentro e fora de campo. Além disso, vem se destacando com a bola nos pés, já que marcou dois gols nos primeiros três jogos disputados. Um deles, por sinal, ajudou o SPFC a vencer o Corinthians por 2 a 1 e quebrar o tabu na Neo Química Arena.

O volante entrou para a história do São Paulo após vencer a Supercopa do Brasil neste último domingo (4), no Mineirão, ao derrotar o Palmeiras, nos pênaltis. Ele quebrou um ciclo de quase nove anos sem troféu.

A última conquista na carreira de Luiz Gustavo havia sido uma Supercopa da Alemanha, em 2015, ainda quando atuava no Wolfsburg. De lá para cá, não levantou nenhum troféu defendendo o Olympique de Marselha, da França, e o Fenerbahçe, da Turquia.

Atuações pelo Bayern de Munique e auge na carreira

Antes de entrar nesse jejum de títulos, o volante empilhou troféus. Chegou ao auge de sua carreira enquanto defendia o Bayern de Munique, vencendo a Liga dos Campeões, Campeonato Alemão, Copa da Alemanha e Supercopa da Alemanha.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Por sinal, garantiu uma vaga na Seleção Brasileira por conta de suas ótimas atuações no Bayern. Era um dos homens de confiança de Luiz Felipe Scolari em 2013 e 2014. Fez parte do time campeão da Copa das Confederações, e jogou a Copa do Mundo no Brasil no ano seguinte.