Luís Fabiano ignora Calleri e elege o melhor 9 do Brasil 

Ídolo do São Paulo, o ex-centroavante Luis Fabiano pendurou as chuteiras mas se manteve no mundo do futebol. Se tornou comentarista dos canais ESPN, e durante o programa Resenha da Rodada da última segunda-feira (1), foi questionado sobre as atuais referências na posição no futebol brasileiro.

Na visão do ídolo tricolor, é impossível dizer outro camisa 9 melhor do que Pedro, do Flamengo, que atua em território nacional. Por sinal, ele ignorou o argentino Jonathan Calleri, que vem caminhando para se tornar um dos grandes ídolos recentes do São Paulo.

“Pra mim é o melhor atacante do Brasil. É o que está em melhor forma, melhor momento, mas como também é importante ter companheiros de qualidade para atacar. Uma bola dessa, que tapa, que assistência. Pra um atacante de qualidade dele é só dominar e bater cruzado. Aí fica fácil”, afirmou Luís Fabiano, em alusão ao gol marcado contra o Cruzeiro.

Pedro se tornou, talvez, a principal peça do Flamengo desde a contratação do técnico Tite. Por sinal, o atacante acabou deixando Gabigol no banco de reservas. Já marcou 24 vezes na temporada atual e deu seis assistências. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Pedro merece ser convocado?

Na visão de Zico, Pedro era para ter sido incluído na lista do técnico Dorival Júnior para representar a Seleção Brasileira na Copa América, nos Estados Unidos. “Eu acho que é um jogador que pra mim ele poderia ter levado. Eu não vejo ali na Seleção hoje nenhum jogador com as características do Pedro”, opinou.

Outro que também vai de acordo é o comentarista e ex-meia Neto, apresentador do programa Os Donos da Bola, da Bandeirantes. Para ele, Pedro não só é o melhor centroavante do país, mas também de todo o mundo.

“Ô Dorival Júnior, como que você não convoca o Pedro para a seleção brasileira? O Pedro hoje está entre os quatro melhores centroavantes do futebol mundial e você não convoca ele. Você bota Raphinha pra jogar na seleção, não sei se ele fez dez gols no Barcelona, lá no Campeonato”, analisou