Lugano dá “voadora” na CBF por decisão com a Seleção Brasileira

Ídolo do São Paulo e atualmente comentarista dos canais ESPN, o ex-zagueiro Diego Lugano não poupou críticas a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) após mais uma derrota da Seleção dentro das Eliminatórias Sul-Americanas. Segundo o uruguaio, a alta cúpula da entidade subestimou a competição com suas decisões.

“Não é culpa dos jogadores, sequer do Diniz, e sim da parte política. Quando colocaram um treinador interino por 1 ano, que quer ficar para o Mundial, por um cara europeu, que vai vir depois de 1 ano, que ninguém sabe se quer vir ou não, é uma subestimação ao futebol sul-americano nas eliminatórias muito grande”, afirmou.

Não aliviando para o presidente Ednaldo Rodrigues, Lugano ainda disse que a CBF ficou “mal acostumada” com o trabalho realizado por Tite: “O que ele fez não é normal. Duas eliminatórias e ganhar praticamente todos os jogos. E não é fácil, é competitivo, você joga em climas ruins, estádios em que pesa muito o nacionalismo, a pressão”.

Contratado em julho deste ano de forma interina até a chegada do italiano Carlo Ancelotti, o técnico Fernando Diniz acumulou duas vitórias, um empate e três derrotas em seus compromissos pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2026.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Seleção Brasileira é apenas a sexta colocada

Com a derrota por 1 a 0 para Lionel Messi e companhia, o Brasil caiu para a sexta colocação na tabela das Eliminatórias Sul-Americanas. Mesmo com seguidos resultados adversos, a Seleção ainda estaria classificada para a Copa do Mundo de 2026 se a competição se encerrasse hoje.

Dono de duas vitórias, um empate e três derrotas, o Brasil acumula apenas sete pontos conquistados e está atrás de Argentina, com 15, Uruguai, 13, Colômbia, 12, a surpreendente Venezuela, 9, e Equador, 8.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.