Lokomotiv Moscou faz exigência absurda ao São Paulo

Depois de ter contrato rescindido com o São Paulo por ameaças e agressões físicas a sua namorada, Amanda Nunes, o atacante Pedrinho tenta reestruturar a sua carreira. Apesar do caso ainda não ter tido uma definição, o clube encerrou seu vínculo após o vazamento de capturas de tela das mensagens entre eles.

Nelas, o jogador a xingava, além de ter feito uma ameaça concreta de morte. Diante disso, o clube resolveu optar pela ruptura de vínculo empregatício.

“Vou amassar você. Eu acabo com tudo, mas eu mato você. (…) Se me ver, cruza o caminho. Some. Sua p. Paga de gatinha aí com meu celular”, escreveu Pedrinho.

Entretanto, eles reataram o relacionamento, conforme um vídeo do jogador publicado no stories do jogador, durante comemoração do Dia dos Namorados. Com isso, ele entrou com uma ação contra o São Paulo.

São Paulo pode brigar judicialmente com Pedrinho e clube russo

Segundo a Itatiaia, os advogados do atleta querem que a rescisão com o Tricolor seja anulada, além de cobrar valores de compensação por danos à imagem do mesmo. O São Paulo não irá reintegrá-lo ao elenco.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Para piorar a situação do São Paulo, o Lokomotiv Moscou, clube o qual ele pertence, quer que o Tricolor pague o valor por todo o empréstimo de Pedrinho.

Os dirigentes russos apresentaram argumentos de que o SPFC só pagou uma parte do combinado, ou seja, o valor referente ao tempo em que Pedrinho passou vestindo a camisa do clube paulista.

O Lokomotiv pressiona o São Paulo, visto que o América-MG está praticamente acertado para contratar Pedrinho por empréstimo. Entretanto, a operação só será realizada quando, segundo os russos, receberam o valor pedido ao Tricolor. A diretoria não pretende ceder, e deve ir à Justiça, caso necessário