Leila Pereira revela se declarou guerra ao São Paulo

Única mulher presidente nas três principais divisões do futebol brasileiro, Leila Pereira, de 59 anos, concedeu sua primeira entrevista coletiva em 2024 no início desta semana na Academia de Futebol. Entre tantos assuntos, como sua “solidão” como mulher no esporte, a mandatária palmeirense afirmou não estar em guerra com o São Paulo.

No último mês, os históricos rivais protagonizaram uma briga e tanto no mercado de transferências para a contratação em definitivo do lateral-esquerdo Caio Paulista. Vinculado ao Fluminense, o jogador atuou no Tricolor por empréstimo e tinha tudo encaminhado para permanecer no Morumbi. Até o Palmeiras aparecer na jogada.

Leila Pereira
Leila Pereira e Caio Paulista no Palmeiras — Foto: Camila Alves

No entanto, segundo Leila, tudo foi feito de forma clara: “Ele estava no São Paulo e o clube tinha uma cláusula opção de compra. Até essa data, nós não fizemos contato. Quando não fez a opção de compra, isso é problema do São Paulo e não do Palmeiras, o jogador ficou livre para ser negociado com o Fluminense”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A presidente palmeirense ainda concluiu dizendo que não há qualquer problema de relacionamento com a diretoria são-paulina por conta do episódio: “Eu tenho ótimo relacionamento com todos os presidentes de clubes, e muito respeito. O Julio Casares é um amigo, conheço desde antes de ser presidente do São Paulo”.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.