Lateral recusa oferta do São Paulo e concorrente aparece na parada

Após a saída de Caio Paulista, o São Paulo trata a renovação de Wellington como prioridade máxima no momento. Por sinal, a diretoria já enviou uma primeira oferta ao jogador, que foi recusada, de acordo com informações do jornalista Eder Traskini, do Uol. Ainda segundo a fonte, existe um clube brasileiro de olho na situação do jogador.

Foi a primeira oferta oficial para aumentar o vínculo com o lateral, que é válido somente até dezembro deste ano. Ou seja, ele pode assinar um pré-acordo em julho e sair a custo zero em dezembro. Ainda no final do ano passado, o diretor de futebol do SPFC, Carlos Belmonte, já havia revelado os planos para o jogador.

“Nós acreditamos no Welington, já estamos negociando a renovação com ele há um bom tempo, não é fácil. Ele tem mais um ano de contrato, e nós já estávamos trabalhando para renovar. Não tem nada a ver com a saída do Caio [Paulista], ele é um jogador de muito talento, veio da nossa base. No final de 2022, nós até liberamos o Reinaldo justamente para o Welington ocupar a lateral esquerda, porque víamos um crescimento”, disse.

Welington não gostou do modelo de contrato proposto pelo SPFC

Os valores da oferta não animaram Wellington, que esteve muito próximo de se transferir ao CSKA Moscou, da Rússia, pouco antes da final da Copa do Brasil. Ele discorda do modelo oferecido pelo Tricolor, que deve enviar uma nova proposta nas próximas semanas, já que o próprio tem o desejo de permanecer.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Estrutura do contrato oferecido é o ponto de discordância. O Tricolor fez uma composição com parte em carteira assinada, parte em direitos de imagem e um montante em luvas que começaria a ser pago mais para frente. O problema é que o clube tem histórico de atrasar direitos e luvas, o que faz com que o lateral queira mais garantias do que as oferecidas na proposta, como tudo em carteira e gatilhos para aumento”, divulgou Eder Traskini.

Apesar da informação de que um outro clube brasiliro (que disputa a Libertadores) mostrou interesse no jogador, o São Paulo nega qualquer movimento do mercado interno pelo lateral. Caso ele saia do SPFC, a tendência é que ele vá para a Europa.