Kaká recusou proposta do Manchester City pra ser o jogador mais bem pago do mundo

Atual campeão Inglês e da Liga dos Campeões da Europa, o Manchester City é um dos clubes mais visados dentro do mundo do futebol. Quem não sonha em atuar ao lado de estrelas como Kevin De Bruyne e Haaland? E quem não gostaria de ser comandado por Pep Guardiola? Porém, nem tudo eram flores para o lado azul de Manchester no início do século.

Tanto que o clube levou um sonoro ‘não’ de uma estrela mundial em janeiro de 2009. Cria das divisões de base do São Paulo e eleito melhor jogador do Mundo na temporada de 2007, o então meia Kaká rejeitou sair do Milan para se juntar ao City. Na ocasião, o clube inglês ofereceu incríveis 100 milhões de libras e o maior salário do mundo ao brasileiro.

Em recente entrevista para a ESPN, o próprio Kaká deu detalhes sobre a negociação: “Foram dias muito tensos durante um período foi bem difícil. O Milan tinha uma filosofia de não vender os jogadores. Quando alguém queria sair, tinha que fazer o pedido publicamente. Mas no meu caso foi diferente e eu tive que tomar a decisão”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O ex-São Paulo ainda revelou o porque de ter negado a oferta: “Chegou o dia final para a resposta e o meu pai disse: ‘É isso, você tem que decidir agora!’ Foi o tempo de entrar no quarto e fazer uma oração. Estava muito seguro de não sair. Não era a hora. Dei a notícia ao meu pai, que falou para o pessoal do Manchester City”.

Rejeitando a ida para o clube inglês, Kaká acabaria deixando o Milan meses depois rumo ao gigante Real Madrid. Na Espanha, não obteve o mesmo sucesso dos tempos de Itália e acabaria retornando aos Rossoneris. Ele ainda passaria pelo São Paulo em 2014 até pendurar as chuteiras em 2017 com a camisa do Orlando City.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.