Julio Casares se irrita com arbitragem de São Paulo x Mirassol

Nesta terça-feira (23), o São Paulo foi ao interior paulista para jogar diante do Mirassol, e acabou ficando no empate em 1 a 1. Luis Otávio marcou para o adversário após cobrança de escanteio, enquanto Giuliano Galoppo deixou tudo igual após cobrança de pênalti.

O Tricolor chegou a virar o placar ainda no começo do segundo tempo, com mais uma bola na rede de Galoppo. Contudo, o gol acabou sendo anulado após revisão do VAR, que alegou participação de Calleri no lance, constando impedimento.

Através de suas redes sociais, o presidente do SPFC, Julio Casares, se mostrou insatisfeito com a decisão do árbitro Lucas Canetto Bellote, que anulou o gol que deixaria o Tricolor à frente do placar.

“Paulistão é, sem dúvida, um dos campeonatos mais importantes do Brasil. Responsável por excelente receita para os clubes, bem organizado, tradicional… Uma pena que hoje um erro injustificável nos tirou os três pontos. Seguimos agora para a próxima rodada, contra a Portuguesa, no Morumbis. Seguimos”, disse o mandatário.

Thiago Carpini descorda da decisão do árbitro de SPFC x Mirassol

Outro que também ficou na bronca com a arbitragem desta terça-feira foi o técnico Thiago Carpini. O mesmo tomou cuidado com as palavras, mas compartilhou da mesma opinião do presidente. Na sua visão, o gol não deveria ter sido anulado.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Acho que tudo o que se fala demais acaba surtindo efeito negativo, ele não vai voltar atrás. Mas numa finalização boa do Galoppo acho difícil que a interferência de um atleta foi o que evitou que o Muralha fizesse a defesa. É interpretativo, mas na minha opinião o gol foi legítimo”, disse o treinador.

Agora, o São Paulo acumula uma vitória e um empate em duas rodadas do Campeonato Paulista, somando o total de quatro pontos. O Tricolor volta a campo neste sábado (27), às 18h, diante da Portuguesa, no Morumbis.