Juiz pode acabar punido após São Paulo x Fluminense

Nesta quarta-feira (22), o São Paulo foi ao Rio de Janeiro e perdeu para o Fluminense por 1 a 0, no Maracanã, em partida atrasada do Campeonato Brasileiro. Apesar de ter sido “O jogo das faixas”, o duelo foi muito mais quente do que os torcedores esperavam, já que ambos os clubes apenas cumprem tabela nesta reta final de Brasileirão.

Logo aos 29 minutos de jogo, Gabriel Neves foi expulso. O uruguaio deu uma entrada forte em Thiago Santos, e após revisão do VAR, recebeu o cartão vermelho. Anteriormente, o árbitro  Luiz Schettino Policarpo Bento havia dado um amarelo.

A atuação do juiz foi bastante criticada. Além do critério adotado, ele deixou uma situação passar em branc na súmula. Isto porque o zagueiro Diego Costa e o lateral Marcelo se desentenderam, e quase saíram no tapa.

O lance aconteceu no final do primeiro tempo, quando acabaram discutindo de maneira mais assídua, resultando em tapas. O árbitro não viu a situação e não colocou na súmula. Nenhum dos dois foi punido. 

Vale lembrar que os dois jogadores já haviam recebido cartões amarelos anteriormente. Ou seja, caso Luiz tivesse visto a cena e fosse mais rigoroso, ambos nem estariam em campo na segunda etapa, já que, provavelmente, seriam expulsos após segundo cartão.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Luciano reclamou da arbitragem 

Após uma possível análise da CBF, o árbitro poderá sofrer algum tipo de punição, uma vez que esse não foi o único erro no duelo, pelo menos segundo Luciano. Na opinião do atacante do São Paulo, Luiz Schettino Policarpo Bento não teve critério no duelo, já que distribuiu muito mais cartões aos atletas do SPFC.

“No mesmo lance que o Gabi foi expulso, o Cano deu entrada da mesma forma. O juiz não está olhando para os dois lados. A maioria dos cartões que está dando para nós, não está dando pra eles. Aqui o Lima fez graça, os caras (do Fluminense) estão fazendo graça”, disse o atacante.