Juiz de São Paulo x Cobresal deixou torcedores furiosos e quase morreu

Nesta quarta-feira (98), o São Paulo encara o Cobresal, no Chile, pela quarta rodada da fase de grupos da Libertadores da América. Mesmo sem entrar em campo, o Tricolor já tem uma preocupação: a arbitragem.

Isso porque a Conmebol divulgou a escala dos árbitros responsáveis pelo duelo. O principal deles é o paraguaio Juan López, de somente 34 anos. Apesar de estar no quadro da Fifa, ele vem sendo muito criticado e já  passou por episódios de violência em 2020, quando quase foi queimado junto ao seu carro.

Ele fará a sua estreia na Libertadores já nesta partida. O outro duelo que apitou válido por competições internacionais neste ano foi pela Copa Sul-Americana, na vitória do Belgrano por 2 a 0 em cima do Real Tomayapo, fora de casa.

Em 2020, quando tinha apenas 31 anos de idade, López esteve à frente do duelo entre Olímpia e Nacional, pelo Torneio Apertura. Ele acabou expulsando diversos jogadores e recebeu ameaças das torcidas nas redes sociais. 

Ao demorar para completar a súmula, alguns vândalos foram até seu carro, apedrejando e queimando o veículo. O atraso acabou salvando a sua vida, já que ele estaria dentro do carro no momento do fogo. Seu endereço e número de telefone foram divulgados nas redes sociais naquela ocasião.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Erros em duelo decisivo ainda marca carreira do árbitro

Como se não bastasse, o paraguaio ficou marcado negativamente por conta de suas decisões nas partidas. Uma deles foi em 2022, no confronto entre Cerro León e 3 de Mayo, válido pela final da Liga J. Augusto Saldívar.

O goleiro do 3 de Mayo acabou acertando a cabeça de Gilberto Dávalos, quebrando sua mandíbula. O árbitro não deu cartão e sequer assinalou a falta, atitude que gerou muitos comentários negativos e revolta da equipe do Cerro Leon.