Juiz de Palmeiras x São Paulo não é punido e já vai apitar novo jogo

No último domingo (3), a partida entre São Paulo e Palmeiras, no MorumBis, terminou com muita polêmica. Isso porque jogadores, torcida e dirigentes do Tricolor reclamaram muito da atuação do árbitro Matheus Candançan. 

O SPfC entrou em contato com a Federação Paulista de Futebol (FPF) para punir o juiz, pedido que foi negado pela entidade. Por sinal, Matheus foi escalado para apitar o duelo entre Santos e Inter de Limeira, que será realizado neste sábado (9), na Vila Belmiro

O São Paulo havia enviado um ofício à Comissão de Arbitragem depois do empate com o Palmeiras para criticar a atuação do árbitro. Na ocasião, o clube reclamou da não marcação do pênalti em Luciano, da falta do cartão vermelho a Richard Rios, e do pênalti marcado que gerou o gol de Raphael Veiga. 

“Se uma equipe escala um jogador de forma irregular, ela é punida. Se um atleta comete falta violenta durante uma partida, ele é punido. Se uma equipe se atrasa um minuto para entrar em campo, ela é punida. Se há confusão entre torcidas dentro do seu estádio, o clube é punido. Agora, não há como isentar a arbitragem de medidas punitivas em casos como o tratado na presente representação”, escreveu o São Paulo.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Além do árbitro da partida, SPFC também reclamou da responsável pelo VAR

O clube deu a sugestão do afastamento temporário de Matheus Delgado Candançan, e que o juíz não fosse mais escalado em jogos da equipe, tanto dentro quanto fora do MorumBis. Além do árbitro, o São Paulo também mostrou insatisfação com Daiane Muniz dos Santos, que era a responsável pelo VAR no Choque-Rei.

“ (O clube) requer sejam tomadas as devidas providências para que nem o SPFC e nem qualquer outro clube possa ter sua gestão, suas receitas, seu planejamento e seu caminho alterados por interferência de um árbitro, motivo pelo qual requer sejam impedidos (os árbitros) de atuar nos próximos jogos do SPFC”, concluiu.