Jorge Nicola revela se Daniel Alves foi à falência

Não teria como ser diferente. O grande assunto da imprensa esportiva durante os últimos dias tem nome e sobrenome: Daniel Alves. Dono de conturbada passagem pelo São Paulo entre 2019 e 2021, o ex-lateral foi condenado pela Justiça da Espanha por agressão sexual e terá de cumprir uma pena de quatro anos e seis meses de prisão.

Entre tantos assuntos quanto ao tema, um chamou a atenção: a atenuação da pena pelo pagamento de R$ 804 mil reais (150 mil euros) à vítima por danos morais e lesões causadas. Para conseguir arcar com o valor, Daniel Alves até recebeu a ajuda de um velho conhecido. Neymar emprestou a quantia para o ex-companheiro.

A situação fez os mais curiosos levantarem uma importante questão. Estaria Daniel Alves à beira da falência? Segundo informações do jornalista Jorge Nicola, a resposta é um grande e singelo não. Com as contas bloqueadas pela Justiça, o brasileiro ainda possui uma verdadeira fortuna avaliada em cerca de R$ 297 milhões.

Qual foi a sentença do caso Daniel Alves?

A juíza Isabel Delgado Pérez impôs as seguintes penas:

  • Quatro anos e seis meses de prisão
  • Cinco anos de liberdade vigiada, após o cumprimento da pena na prisão
  • Distância de pelo menos um quilômetro da casa ou do local de trabalho da vítima e não entrar em contato com ela, durante nove anos e seis meses
  • Desqualificação especial para o exercício de emprego, cargo público, profissão ou ofício relacionados com menores de idade durante cinco anos, após o cumprimento da pena na prisão
  • Indenização de 150 mil euros (R$ 804 mil) por danos morais e físicos.
  • Dois meses de multa com taxa diária de 150 euros (R$ 804), com a responsabilidade pessoal subsidiária em caso de não pagamento do artigo 53 do Código Penal Espanhol por um delito leve de lesões – significa estar sujeito a um dia de privação de liberdade para cada duas cotas não pagas, podendo ser revertido em trabalho comunitário
  • Arcar com as custas do processo

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.