Jorge Nicola não se omite sobre a chance de Ceni assumir o Flamengo

Depois de ser demitido do São Paulo em abril, Rogério Ceni continua livre no mercado da bola. Apesar de ter recebido proposta concreta do futebol mexicano, o ex-goleiro a recusou, e deixou claro que quer continuar no Brasil.

Diante disso, chegou a recusar uma aproximação do Vasco, que precisava de um novo comandante após a demissão de Maurício Barbieri. Também foi especulado no Atlético-MG, que havia perdido Eduardo Coudet, e no Athletico-PR, que demitiu Paulo Turra.

Agora, a bola da vez do ídolo são-paulino é um possível retorno ao Flamengo, clube que dirigiu entre 2020 e 2021, conquistando o Campeonato Brasileiro, Carioca e Supercopa. A volta ocorreria apenas em caso da demissão de Jorge Sampaoli.

Isso porque o argentino viveu dias complicados no comando da equipe após o antigo preparador físico da equipe ter dado um soco no rosto do atacante Pedro. O episódio gerou mal estar no elenco e culminou na demissão do profissional da comissão técnica.

Sampaoli foi mantido no cargo, mas tudo pode depender do resultado da Copa Libertadores. Caso seja eliminado para o Olímpia, fora de casa, a situação pode acabar insustentável por conta da pressão da torcida.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Multa pode manter Sampaoli no Flamengo

Segundo informações divulgadas pelo jornalista Jorge Nicola, os jogadores do Flamengo aprovaram a contratação de Ceni, treinador o qual apesar de contestado pela torcida, é querido pelo plantel flamenguista.

Todavia, a demissão de Sampaoli possui um entrave: sua multa rescisória. Apesar do valor inteiro não ter sido divulgado por Nicola, ele garante que e bem alto, já que o argentino recebe um salário de cerca de R$ 2 milhões por mês, além de seu vínculo ser válido até dezembro de 2024. 

O clube não quer pagar mais uma bolada a um treinador, já que no começo do ano, demitiu Vitor Pereira, que tinha uma multa de R$ 15 milhões. 

Além disso, a demissão do treinador não está em pauta no momento, já que segundo Jorge Nicola, o argentino deixou claro que quer ficar no Flamengo, e que está feliz morando no Rio de Janeiro.