John Textor pode ser preso, afirma senador

O grande assunto dentro da imprensa esportiva do Brasil neste início de semana tem nome e sobrenome: John Textor. Dono da SAF do Botafogo, o empresário norte-americano voltou a acusar times de manipular resultados no último Campeonato Brasileiro, quando o Alvinegro acabou superado na reta final após longas rodadas na liderança.

Na noite da última segunda-feira (01), Textor afirmou, em publicação realizada em seu site oficial, que jogadores de São Paulo e Fortaleza manipularam os jogos contra o Palmeiras no 2º turno do Brasileirão. O empresário, mais uma vez, não apresentou provas e provocou uma onda de retaliações por parte dos envolvidos.

O assunto chegou até mesmo ao Senado Federal. Nesta quarta-feira (03), membros da casa enviaram à Polícia Federal um pedido de abertura de investigação sobre as falas de Textor. O documento não tem caráter obrigatório e caberá ao diretor da PF, Andrei Rodrigues, decidir se abre ou não uma investigação sobre o caso.

Ex-apresentador de televisão e hoje senador pelo estado de Goiás, Jorge Kajuru foi responsável pelo envio do documento. Eduardo Girão (Novo-CE) e Carlos Portinho (PL-RJ) acompanharam o colega após fala no plenário. Kajuru criticou abertamente as falas de Textor e chegou a falar em prisão para o norte-americano.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Enviei à Polícia Federal que convoque esse cidadão americano, que mora no Rio de Janeiro, dono do Botafogo do Rio, em 24 horas, que ele venha a Brasília, e que exija que ele traga as provas e as gravações. Para mim, se ele não trouxer as provas e as gravações que diz ter, ele teria que ser preso aqui amanhã”, disse.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.