Jogadores inusitados podem ser vendidos e dar grana ao São Paulo

O balanço financeiro do São Paulo referente ao ano passado foi divulgado oficialmente na última sexta-feira (26), trazendo diversas informações importantes aos torcedores. Isso porque o Tricolor pode ganhar uma bolada com jogadores que nem defendem mais o clube do Morumbi.

No total, o São Paulo mantém uma porcentagem dos direitos federativos de 27 jogadores que não defendem mais o Tricolor há alguns anos, como Pablo, Helinho, Tchê Tchê, entre muitos outros. A estatística do ano passado é um pouco menor em relação a 2022, quando o SPFC tinha participação em 29 atletas, somente dois a mais.

Todavia, vale destacar que alguns nomes saíram da lista. Atletas como Calebe, Petterson e Kayky foram negociados e não possuem mais ligação com o Tricolor. O primeiro deles foi vendido ao Fortaleza, rendendo cerca de R$ 500 mil ao São Paulo.

Em contrapartida, o lateral-direito Nathan e o goleiro Thiago Couto englobam a lista. O defensor foi vendido ao Red Bull Bragantino e o SPFC manteve 50% de seus direitos. Já o segundo foi negociado para o Sport e o clube ficou com os mesmos 50%.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O São Paulo também não tem mais nenhum direito em relação aos zagueiros Bruno Alves e Rodrigo Caio, que defendiam Grêmio e Flamengo, respectivamente. Ambos tiveram seus contratos expirados e não possuem mais nenhuma ligação com o SPFC.

No mesmo balanço divulgado, o goleiro Lucas Perri aparece com 15% de seus direitos que ainda pertencem ao SPFC. Contudo, ele foi vendido na última janela ao Lyon, da França, e o clube paulista tem direito a uma fatia do que foi pago.

Confira todos os atletas que o SPFC ainda tem participação nos direitos

  • Bruno Alves (zagueiro) – 30%
  • Tchê-Tchê (volante) – 30%
  • Dênis Júnior (goleiro) – 35%
  • Denzel – (atacante) – 10%
  • Fabinho (atacante) – 40%
  • Felipe Camargo (zagueiro) – 40%
  • Morato (zagueiro) – 15%
  • Gabriel Novaes (atacante) – 30%
  • Bissoli (atacante) – 20%
  • Helinho (atacante)- 35%
  • Igor Gomes (meia) – 10%
  • Jean (goleiro) – 37,5
  • João Douglas (lateral) – 40%
  • Jonas Toró (atacante) – 25%
  • Artur (volante) – 50%
  • Lucas Fernandes (meia) – 50%
  • Lucas Kal (volante) – 40%
  • Luizão (zagueiro) – 15%
  • Pablo (atacante) – 30%
  • Paulinho Bóia (atacante) – 25%
  • Pedro Lucas (zagueiro) – 15%
  • Rafael Tolói (zagueiro) – 20%
  • Rodrigo Caio (zagueiro) – 30%
  • Vitinho (atacante) – 8%
  • Nathan (lateral) -50%
  • Thiago Couto (goleiro) – 50%
  • Lucas Perri (goleiro) – 15%