Jogador que não atua há quase 1400 dias pelo São Paulo é relacionado

Nesta quarta-feira (20), o São Paulo encara o Fortaleza, às 21h30, no Morumbi, pela 24° rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor precisa do resultado, uma vez que a situação no torneio não é nada boa.

O desempenho abaixo da média é justificado pelo foco nas copas nesta temporada. E mesmo pensando na final da Copa do Brasil, o Brasileiro não pode ser deixado de lado. Afinal, o time é apenas 13°colocado, com 28 pontos (sete vitórias, sete empates e oito derrotas), e está a apenas 4 pontos do Santos, primeiro time na zona de rebaixamento.

Como o Tricolor tem o segundo jogo da decisão neste domingo (24), contra o Flamengo, no Morumbi, o técnico Dorival Júnior deve escalar uma equipe completamente alternativa para o duelo.

A tendência é que atletas menos utilizados como Alexandre Pato e Luan comecem a partida entre os onze iniciais. Todavia, o Tricolor também pode ter novas surpresas no banco de reservas.

De acordo com informações divulgadas pelo jornalista Gabriel Sá, o zagueiro Walce, criado e formado nas categorias de base de Cotia, deve ser relacionado para o banco de reservas do São Paulo depois de 1382 dias.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Considerada uma promessa de Cotia, carreira de Walce foi atrapalhada por lesões graves

Tratado inicialmente como uma grande promessa da base, sendo constantemente convocado às seleções de base do Brasil, acabou sofrendo inúmeras lesões graves no joelho, algo que vem atrapalhar  o andamento de sua carreira.

Chegou a ser emprestado ao Juventude no início desta temporada, mas, novamente, sofreu com problemas físicos e retornou ao Morumbi após disputar somente oito jogos. Mesmo assim, o jovem de 24 anos não desistiu e corre atrás de seu sonho pelo Tricolor.

“Depois de 1382 dias, Walce Costa volta a ser relacionado para uma partida com a camisa do São Paulo. Walce luta contra suas lesões há mais de três anos. Há mais de três anos que levanta para trabalhar todos os dias com as mesmas incertezas, mas segue de pé enfrentando os problemas de frente. Exemplo de comprometimento, de superação e de resiliência. Impossível não torcer por seu sucesso”, publicou o jornalista Gabriel Sá.