Jogador largou o Corinthians e pode levar caso a FIFA

Contratado para ser a grande estrela do time, a passagem de Matías Rojas pelo Corinthians não está sendo conforme o esperado. Ele foi anunciado em julho do ano passado, e aos 30 partidas (15 como titular), não marcou nenhum gol e distribuiu três assistências.

O atleta chegou a capital paulista depois de não renovar seu vínculo com o Racing, da Argentina. O Corinthians comprou 80% dos direitos econômicos do meia por 1,8 milhão de dólares (cerca de R$ 8,6 milhões na cotação atual) entre luvas e comissões.

E apesar de ter contrato até a metade de 2027, uma saída precoce está cada vez mais próxima. Isso porque Rojas está irritado com a falta de compromisso do clube, que está devendo direitos de imagem a ele. 

De acordo com informações divulgadas pelo Globo Esporte, o paraguaio, ainda em dezembro, chegou a reclamar sobre o atraso. Depois de assumir a presidência do clube, Augusto Melo chamou o jogador para conversar e renegociou os valores. Pagou o mês de janeiro, mas até agora não fez o depósito de fevereiro.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“É um atleta encantador, simpático, cumprimenta todo mundo, abraça todo mundo, está feliz, quer jogar. É aquela história: finge que paga, finge que joga. Espero que agora ele jogue, colocamos tudo em dia”, disse o mandatário há cerca de um mês, em entrevista à TV Bandeirantes.

O jogador considera ir à Fifa para entrar com uma ação contra o Corinthians, que pode se dar muito mal. Isso porque o clube pode ser obrigado (caso condenado) a pagar o valor integral do contrato do jogador, que com dito anteriormente, é válido até 2027. Após isso, Rojas estará livre de contrato para assinar a custo zero com qualquer clube.