Jogador do São Paulo foi ameaçado depois de rumores de sua saída

0

O volante Gabriel Neves, do São Paulo, disse em entrevista à rádio uruguaia Sport 890 que foi ameaçado por torcedores do Nacional após rumores sobre a sua saída do clube no ano passado. Nos últimos dias foram levantadas dúvidas sobre a forma de negócio entre jogador, o clube uruguaio e o São Paulo.

Na época da transferência, o Nacional chegou a informar que havia emprestado Gabriel ao São Paulo com uma opção de compra fixada ao contrato. Algo que não ocorreu, já que o volante chegou de forma definitiva ao Tricolor. A fala de Gabriel sobre as ameaças que ele e sua família vem sofrendo foi motivada pela publicação de uma nota do clube uruguaio horas antes sobre o caso.

Segundo o Nacional, o jogador informou seis meses antes do fim de seu contrato que não pretendia renovar com o clube, o que motivou a diretoria a aceitar uma rescisão antecipada e desembolsar o equivalente a US$ 300 mil dólares. Valor que Gabriel recebeu por sua assinatura com o São Paulo em agosto de 2021 e repassou ao Nacional.

O jogador fez questão de pontuar que sempre foi honesto com o clube: “Quero esclarecer, sei que vou receber críticas, isso eu aceito. Mas a verdade é que minha família está recebendo ameaças, lendo coisas que não tem que ler. Isso me dói. Sempre fiz as coisas direito com o Nacional, ninguém pode se queixar de mim lá”, disse.

São Paulo tem a opção de ampliar o vínculo com Gabriel

O São Paulo assinou com o volante uruguaio até o fim deste ano e, caso pense em renovar o vínculo, terá de pagar luvas ao jogador no valor de US$ 1,7 milhão (cerca de R$ 8,5 milhões). O jogador, no entanto, vem sendo pouco utilizado no elenco e a tendência é que de o acordo não será renovado, com Gabriel ficando livre no mercado para procurar um novo clube.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino e siga o melhor site sobre o Tricolor no Instagram.

- Publicidade -