Jogador do Fortaleza levou 13 pontos após ataque em Pernambuco

A noite desta quarta-feira, dia 21, apresentou mais um triste episódio para o futebol brasileiro. Após o empate por 1 a 1 contra o Sport, pela Copa do Nordeste, o ônibus do Fortaleza foi apedrejado na saída da Arena Pernambuco. Seis atletas do Leão do Pici ficaram feridos e precisaram ser encaminhados ao hospital.

Desembarcando na capital cearense na manhã desta quinta-feira, dia 22, o CEO do Fortaleza, Marcelo Paz, detalhou a situação de cada um dos feridos no ataque e revelou que o lateral-esquerdo Gonzalo Escobar sofreu trauma cranioencefálico. O argentino ainda precisou levar um total de 13 pontos no local do ferimento.

Jogador Gonzalo Escobar, do Fortaleza, foi um dos feridos — Foto: Reprodução/Instagram

“Acho importante falar que o João Ricardo está com seis pontos na cabeça. O Escobar está com 13 pontos, alguns no supercílio e outros na boca, está com trauma cranioencefálico. O Titi está com pedaço de vidro na panturrilha que não conseguiu ser retirado. O Dudu está com estilhaços no corpo”, disse o dirigente.

Marcelo Paz ainda afirmou que o clube só voltará a jogar após os responsáveis serem punidos: “A gente estava trabalhando, não teve hostilidade no jogo e depois aconteceu isso. O Fortaleza só deveria voltar a jogar quando estivesse com os jogadores recuperados. As pessoas que fizeram aquilo não podem passar impunes”.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Confira o que a Polícia Civil disse em nota

  • Investiga o caso, que foi registrado, na Delegacia de Prazeres, como lesão corporal;
  • As vítimas têm idade entre 26 e 35 anos e tiveram “lesões provocadas por objetos contundentes”;
  • Segundo relatos de testemunhas, os agressores arremessaram explosivos e pedras contra os jogadores e fugiram em seguida;
  • “As investigações seguem com a Delegacia de Polícia de Repressão à Intolerância Esportiva até o total esclarecimento do caso”.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.