Jogador do Corinthians chuta o balde e pede rescisão na Justiça

Titular do Corinthians na conquista da Copa São Paulo de Futebol Júnior deste ano, o atacante Higor, de 21 anos de idade, entrou com um processo na Justiça do Trabalho para encerrar seu contrato com o Alvinegro. A informação foi divulgada pelo portal Globo Esporte.

Ele tem contrato com o clube até dezembro e pede a rescisão imediata. Ele alega que não recebeu o pagamento do  Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Os advogados do atleta dizem que o Corinthians não fez o depósito nos últimos 22 meses.

Entretanto, juíza Lin Ye Lin, da 11ª Vara do Trabalho de São Paulo, não autorizou a rescisão imediata do vínculo. Uma nova audiência será realizada no dia 27 de julho. Enquanto isso, sua defesa irá recorrer.

“Desde que começou o contrato do Higor, o Corinthians nunca fez pagamento do FGTS. Assim, respaldado pela Lei Geral do Esporte, ele tem direito a rescisão do contrato. Foi requerida uma liminar e houve uma decisão judicial que não guarda correlação com os pedidos. Fatalmente houve algum equívoco da juíza, ela indefere o levantamento do FGTS, mas isso não é nem pedido na ação, porque inexiste qualquer depósito. Vamos apresentar embargo de declaração”, disse um de seus advogados.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Além do final do contrato e do pagamento do FGTS, Higor também pede o valor de  multas, verbas rescisórias e honorários advocatícios, que chegam ao total de R$ 109,7 mil. Ele estava treinando separado do elenco, já que estourou a idade do sub-20 e não foi integrado ao time principal.

Por sinal, a atitude pegou o jovem de surpresa, que esperava vestir a camisa do Corinthians no profissional. Isso porque outros atletas que foram campeões da Copinha estão integrados, como  Breno Bidon, Arthur Sousa e João Pedro Tchoca. Ele é o mais velho entre eles.