Janela europeia acabou de fechar e o reforço mais caro do Brasil foi contratado

A janela de transferências europeia está oficialmente encerrada, e os principais clubes do Velho Continente não podem mais se reforçar com atletas que atuam no futebol sul-americano.

Por sinal, o último dia de janela foi bem movimentado, surpreendendo e batendo recordes no futebol brasileiro. Isso porque o atacante Luiz Henrique, até então jogador do Real Betis, da Espanha, foi contratado pelo Botafogo. Além disso, o Santos sofreu um transfer ban.

O Botafogo anunciou a contratação de Luiz Henrique, se tornando a mais cara de toda a história do futebol brasileiro. No total, os cariocas podem acabar desembolsando 20 milhões de euros (cerca de R$ 106 milhões na cotação atual) pelo atleta de 23 anos de idade. O montante total depende de bônus e metas já estabelecidas entre as partes.

Por outro lado, o Santo vive um péssimo momento. Além de ter sido rebaixado para a Série B na temporada passada, o clube da Vila Belmiro foi notificado e recebeu um transfer ban da Fifa. Isso porque o Santos deixou de pagar a rescisão com o ex-técnico Fabián Bustos, totalizando o valor de R$ 4 milhões. Com isso, a equipe não poderá contratar novos jogadores até quitar a dívida.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A janela foi agitada para os brasileiros, que embarcaram rumo a Europa, como Vitor Roque (Barcelona), Lucas Beraldo (PSG), Gabriel Moscardo (PSG) e Marcos Leonardo (Benfica), enquanto outro saíram do Velho Continente para outros países, como Renan Lodi, que foi para o Al-Hilal, da Arábia Saudita.

Mercado do SPFC

Por outro lado, o SPFC também aproveitou o período de contratações e vendas. Diversos nomes deixaram o Morumbi, como o próprio Beraldo, Erison, Pato, Caio Paulista, Raí Ramos, Gabriel Neves e Jhegson Méndez, fora alguns nomes mais novos da base.

 O Tricolor também se reforçou e trouxe reforços interessantes como Luiz Gustavo, Damián Bobadilla, Erick e Ferreirinha. A tendência é que o clube ainda busque por mais um ou dois nomes, em especial um centroavante e um zagueiro.