Irregularidade com jogador fez o São Paulo perder pontos no Brasileirão

Apesar de ser um esporte com muito controle, alguns casos de fraudes são eternamente lembrados no futebol. Um dos mais famosos no Brasil ocorreu justamente com o São Paulo e o ex-jogador Sandro Hiroshi, afetando diretamente a campanha do SPFC no Campeonato Brasileiro.

Depois de começar sua carreira no Rio Branco-SP, em 1999, Hiroshi chamou a atenção do Tricolor e foi contratado para atuar no Campeonato Paulista e Brasileiro daquela temporada em questão.

Contudo, Sandro foi desmascarado, já que ele tinha sido registrado com uma certidão de nascimento falsa. Ele havia nascido oficialmente no dia 19 de novembro de 1979, mas o documento dizia que sua mãe deu à luz em 1980. Em resposta, o STJD puniu o ex-atleta em 180 dias longe dos gramados.

SPFC foi denunciado por Botafogo e Inter

Buscando tirar vantagem do caso, o Botafogo e o Internacional optaram por entrar na Justiça para conseguir os pontos das partidas contra o Tricolor no ano. Os cariocas receberam três pontos, já que haviam perdido por 6 a 1, enquanto o Colorado somou mais dois pontos, já que havia empatado em 2 a 2.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O Botafogo, que lutava para não cair, conseguiu se salvar após a adição dos pontos extras, empurrando o Gama para a zona do rebaixamento e, consequentemente, atuou na Série B nos anos seguintes. 

Vale destacar que o critério de rebaixamento era com base na média dos últimos dois anos de Brasileirão. Irritado com a decisão, a equipe de Brasília entrou em uma ação contra a CBF, na qual saiu vencedor. Diante disso, a organização não organizou o torneio em 2000.

A organização Clube dos 13 começou a organizar o Brasileirão, além de ter criado a Copa João Havelange naquela temporada, vencida posteriormente pelo Vasco da Gama.

Por fim, Sandro Hiroshi pendurou as chuteiras em 2013. Não teve uma carreira de tanto destaque futebolisticamente, mas acumula passagens por times tradicionais, tais como Flamengo, Figueirense, Guarani e Santo André.