Investigação concluída finalmente libera Daniel Alves

Persona non grata dentro do São Paulo após conturbada passagem pelo clube entre 2019 e 2021, o lateral-direito Daniel Alves, um dos atletas mais vitoriosos da história do futebol, viu sua vida virar de cabeça para baixo no início deste ano. Acusado de agressão sexual a uma jovem de 23 anos na Espanha, ele está detido na cidade de Barcelona.

Completando 11 meses de prisão na próxima quarta-feira, dia 20, Daniel Alves vive a expectativa de enfim ser julgado pela Justiça Espanhola. Com quatro pedidos de liberdade condicional negados nos últimos meses, o brasileiro pode ser condenado em até 12 anos de detenção, limite máximo para casos do tipo no país europeu.

Enquanto ainda aguarda uma definição por parte das autoridades, o ex-São Paulo teve ao menos uma razão para comemorar envolvendo a Justiça Brasileira. Investigado pelo Ministério Público Federal (MPF) por conta de convênios de sua ONG com o governo federal. O órgão afirmava que existiam irregularidades nos repasses.

Investigando o caso ao longo dos últimos meses, o próprio MPF decidiu pelo arquivamento do processo. Hoje, o Instituto DNA, organização fundada por Daniel Alves e que tinha o lateral como um de seus representantes, é gerida por Rodrigo Gomes Valentim, que antes se apresentava como diretor técnico da entidade.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Antiga ONG de Daniel Alves receberá verba

Segundo informações do jornalista Edoardo Ghirotto, do portal Metrópoles, o Instituto DNA, fundado por Daniel Alves, voltou a receber fundos do governo federal para desenvolver projetos esportivos. Ao todo, a organização terá direito a R$ 690.189 junto a Secretaria Nacional de Esporte Amador, Educação, Lazer e Inclusão Social.

O repasse da verba para o Instituto DNA havia sido suspenso após o Tribunal de Contas da União considerar irregular o fato da ONG Liderança, capitaneada pelo ex-jogador do São Paulo, ultrapassar o limite de três anos de convênio com o governo.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.