INSS vai dar aposentadoria para Daniel Alves? Revelado

Solto em liberdade provisória após condenação por estupro, Daniel Alves contnua sendo um dos assuntos mais coentados na mídia. Desta vez, a dúvida dos torcedores é em relação a uma aposentadoria pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).Vale destacar que o brasieiro segue em Barcelona, e sequer mostrou qualquer interesse em buscar a aposentadoria pela Previdência Social no Brasil.

É importante lembrar que os atletas de futebol brasileiros podem se aposentar pelo INSS, desde que se enquadrem em algumas exigências. Eles possuem os mesmos direitos e obrigações dos outros trabalhadores do país.

Como mencionado anteriormente, Daniel Alves terá que cumrir alguns requisitos, como:

  • Aposentadoria por idade: obrigatório que homens com pelo menos 65 anos de idade tenham no mínimo 20 anos de contribuição;
  • Aposentadoria por invalidez: para atletas que acabaram perdendo suas capacidades de atuarem na área por conta de doença ou acidente;
  • Aposentadoria por tempo de contribuição: 35 anos de contribuição para homens

No caso dos jogadores, eles podem somar o tempo de contribuição pelos contratos profissionais somados a outras profissões registradas. Sua situação na Espanha (prisão e condenação) não altera os direitos de aposentadoria no Brasil, ou seja, ele pode se aposentar pelo INSS.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Situação atual de Daniel Alves

O brasileiro recebeu liberdade provisória após pagamento de fuança avalida em 1 milhão de euros, ou seja, cerca de R$ 5,4 milhões na cotação atual. Além do valor, ele deverá cumprir alguns exigências da Justiça espanhola.

Ele não poderá fugir ao Brasil, e por sinal, teve seus dois passaportes (brasileiro e espanhol) apreendidos pelas autoridades. O lateral também não poderá entrar em contato com a vítima, e deve se apresentar semanalmente ao Tribunal de Barcelona.