Informação quentinha que chega da Europa torna situação de Daniel Alves desesperadora

Um dos jogadores mais vencedores da história do futebol mundial, o ex-lateral Daniel Alves viu sua vida virar de cabeça para baixo em janeiro do ano passado. Acusado de agressão física a uma jovem de 23 anos em uma boate de Barcelona, na Espanha, o jogador acabou detido pelas autoridades do país europeu há mais de um ano.

Nesta semana, Daniel enfim sentou no banco dos réus para o seu esperado julgamento. E, ao que tudo indica, as próximas notícias não serão nada boas para o brasileiro. De acordo com a visão da imprensa europeia, a defesa do ex-São Paulo foi “fraca” e Daniel Alves tem pouquíssimas chances de ser absolvido do suposto crime.

O tradicional Le Pariense, da França, apontou a “fragilidade” dos argumentos da equipe jurídica do jogador para defender a tese de que o brasileiro será sim condenado na Espanha. Segundo a publicação, a tática de defender que Daniel estaria embriagado na noite da agressão não surtiu o efeito esperado pela defesa.

Já o inglês The Guardian, noticiou que a equipe jurídica da vítima descreveu sentimentos de “angústia e terror” naquela noite, enquanto Daniel Alves apenas rebateu as acusações e negou o estupro. Enquanto isso, os espanhóis El País e La Vanguardia destacaram declarações do jogador à Justiça sobre o momento do alegado crime.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Por fim, o jornal L’Équipe frisou que o atleta mudou ao menos quatro vezes a sua versão sobre o caso e destacou a última delas, em que o réu afirmou estar embriagado: “Daniel Alves estava tão embriagado a ponto de não se lembrar mais dos detalhes de sua relação com a suposta vítima?”, disse a publicação.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.