Ídolo do São Paulo pode ser igualado por Álvarez, do Manchester City

Na última segunda-feira (18), o Fluminense confirmou seu favoritismo e derrotou o Al-Ahly por 2 a 0, pela semifinal do Mundial de Clubes da Fifa. A equipe comandada pelo técnico Fernando Diniz irá enfrentar o Manchester City, como esperado. 

Nesta terça (19), os ingleses bateram por 3 a 0 o Urawa Reds, do Japão, e carimbaram sua vaga na decisão. O tão esperado duelo entre o campeão sul-americano e o europeu aconteceu nesta sexta-feira (22), às 15h (de Brasília).

Apesar de ainda ser considerado o favorito pela maior parte dos especialistas, a equipe comandada pelo espanhol Pep Guardiola terá alguns desfalques de peso no duelo: Kevin De Bruyne, Doku e Haaland foram cortados por lesão e estão oficialmente fora da finalíssima.

A missão de ser o goleador do City estará na conta do jovem Julián Álvarez, atacante argentino de 23 anos. Em caso de título, o jogador entrará em uma seleta lista na história do futebol, alcançando o brasileiro Cafu, ídolo do São Paulo, e Dida.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Eles são os únicos jogadores até agora que venceram os quatro principais torneios disputados no esporte:Libertadores da América, Liga dos Campeões da Europa e Copa do Mundo.

No caso de Cafu, ele levantou o título da Libertadores em duas oportunidades com a camisa do Tricolor: 1992 e 1993, além dos Mundiais nos mesmos anos. Pelo Milan, levantou o torneio da Fifa e a Champions em 2007. Pela Seleção Brasileira, foi campeão do mundo em 1994 e 2002.

Álvarez levantou a Libertadores em 2018, a Champions neste ano e a Copa do Mundo em 2022. A diferença é que o argentino pode atingir tal honra com apenas 23 anos, ao contrário de Cafu, que conquistou com 37, e Dida com 30.