Ídolo do São Paulo fala sobre paixão de Ceni pelo clube

0

Bicampeão brasileiro, campeão Mundial e da Libertadores pelo São Paulo, Souza foi peça importante da história do São Paulo na década passada, onde o clube dominou o futebol brasileiro.

Ao lado de Ceni e diversos outros craques, o jogador levou o clube da fé literalmente ao topo do mundo.

Experiente quanto ao assunto São Paulo, Souza revelou bastidores e como era Ceni, hoje treinador, jogador do Tricolor.

“O Rogério é um cara quando ganha e ele é um cara quando perde. Quando ele perde, você não tem noção, irmão. Ele não te desrespeita, mas o semblante dele muda. Eu costumo dizer assim: você já fez algum jogo com torcedor? Eu fazia jogos em final de ano com torcedor. Mas o único torcedor que eu joguei dentro de campo se chama Rogério Ceni”, revelou Souza no podcast da JovemPan ‘Reis da Resenha’.

Ídolo do São Paulo chama Ceni de “Chato”

Peculiaridade já conhecida por Ceni é sua dedicação em campo. Tanto na época como jogador e ainda mais agora como técnico, Rogério faz valer de toda sua liderança para incentivar seus companheiros e levar eles a vitória.

No podcast, Souza revelou a paixão de Ceni pelo São Paulo, e o que ex-goleiro chegava a ser “chato”

“Aquele cara era são-paulino de uma forma que chegava a ser chato. Comigo, nunca foi por quê? Porque eu corria”, conta o ex-jogador.

Ídolo máximo do São Paulo como jogador, Ceni busca agora a mesma idolatria no seu clube de coração como técnico.

Em sua segunda passagem, o técnico já tem um vice-estadual, e vai em busca esse ano de fazer história no clube da fé.