10 maiores homenageados na Calçada da Fama do São Paulo Futebol Clube

Imagem: Portal do São Paulino
0

A Calçada da Fama do São Paulo, oficialmente chamada de “Caminho dos ídolos”, foi inaugurada em 2018 em evento que contou com a presença de grandes nomes da história do tricolor paulista como Kaká, Denílson, Cafu, Beletti, Aloísio, Silas, Müller, Muricy Ramalho, entre outros. Listamos os 10 maiores homenageados e eternizados na Calçada da Fama do São Paulo Futebol Clube.

• Rogério Ceni

O ídolo Rogério Ceni defendeu as cores do tricolor paulista por vinte e cinco anos, o maior tempo de atuação de um atleta em um único clube até hoje. Além da qualidade excepcional do goleiro, ainda sobressaia o talento nas cobranças de falta, Ceni marcou 131 gols, tornando-se o maior goleiro artilheiro da história do futebol mundial. Foi tricampeão brasileiro em 2006, 2007 e 2008. Campeão da Copa Libertadores da América e do Mundial de Clubes FIFA em 2005. É o atual treinador do São Paulo.

• Müller

Müller foi um dos principais jogadores do futebol brasileiro dos anos 1980 e 1990. O atacante empilhou títulos vestindo a camisa do São Paulo. São quatro títulos do Campeonato Paulista (1985, 1987, 1991 e 1992), dois do Campeonato Brasileiro (1986 e 1991), dois da Libertadores da América (1992 e 1993), e dois da Copa Intercontinental (1992 e 1993). Pela Seleção Brasileira, fez parte do elenco tetracampeão do mundo nos Estados Unidos em 1994.

• Careca

Um dos líderes da conquista do Campeonato Brasileiro de 1986, onde foi o artilheiro com vinte e cinco gols e eleito o melhor jogador da competição, Careca chegou ao São Paulo em 1983, recuperando-se de uma contusão que o tirou da disputa da Copa do Mundo do ano anterior, na Espanha, em 1982. Foi também campeão paulista em 1985 e 1987 pelo tricolor. 

• Serginho Chulapa

O atacante Serginho Chulapa detém a marca de maior artilheiro da história do São Paulo Futebol Clube, com 242 gols marcados em 399 partidas. Atuou pelo tricolor paulista de 1973 a 1982, onde foi três vezes campeão paulista (1975, 1980 e 1981), e campeão brasileiro em 1977. Integrou o elenco da Seleção Brasileiro que disputou a Copa do Mundo de 1982, na Espanha.

• Raí

De 1987 a 1993 e em nova passagem de 1998 a 2000, o meio-campista Raí, tetracampeão do mundo com a Seleção Brasileira em 1994, defendeu o São Paulo. O grande sucesso e as conquistas do jogador fizeram com que ele passasse a ser considerado como um grande ídolo da história do clube. Foi protagonista em títulos como a Copa Intercontinental de 1992, onde marcou dois gols na vitória sobre o Barcelona da Espanha.

• Teixeirinha

Teixeirinha foi um dos grandes destaques do tricolor dos anos 1940, época em que a equipe era conhecida como “Rolo Compressor”. Foi o segundo jogador que por mais tempo atuou pelo clube, 18 anos, superado apenas pelo goleiro Rogério Ceni. Conquistou o Campeonato Paulista pelo São Paulo em seis oportunidades (1943, 1945, 1946, 1948, 1949 e 1953).

• Leônidas

Com uma vasta bagagem e experiência pelo futebol do Rio de Janeiro, o carioca Leônidas encontrou suas maiores glórias no São Paulo Futebol Clube, última equipe em que atuou na carreira, e onde mais tempo ficou. Sua estreia pelo tricolor paulista, em 1942, bateu recorde de público do estádio do Pacaembu, com mais de setenta mil torcedores presentes.

• Luisinho

Com duas passagens pelo São Paulo, totalizando nove anos de atuação pelo tricolor, o atacante Luisinho foi peça importante para o clube nas conquistas do Campeonato Paulista de 1931, 1943, 1945 e 1946. Foi artilheiro da edição de 1944 do torneio com 22 gols. Em sua primeira passagem pelo São Paulo, foi convocado para a disputa da Copa do Mundo de 1934.

• Luís Fabiano

Um dos grandes nomes da história recente do São Paulo Futebol Clube, Luís Fabiano surgiu na Ponte Preta de Campinas e foi emprestado ao São Paulo pelo Rennes da França em 2001. Em 2002 foi comprado pelo tricolor paulista, onde permaneceu até 2004. Em 2011 retornou ao clube, permanecendo até 2015. 

• Mineiro

O volante Mineiro foi o autor do gol da vitória sobre o Liverpool da Inglaterra na final do Mundial de Clubes da FIFA em 2005. Chegou ao São Paulo a pedido do então técnico Émerson Leão, no mesmo ano em que marcou o gol decisivo que deu o título ao clube paulista. Além do título mundial, Mineiro também conquistou o Paulista de 2005, a Libertadores de 2005 e o Brasileirão de 2006.