Hernán Crespo não teve piedade e acabou com Cristiano Ronaldo

Nesta segunda-feira (10), o Al-Ain, dos Emirados Árabes, eliminou o Al-Nassr, da Arábia Saudita, nas quartas de final da Liga dos Campeões da Ásia. A equipe comandada pelo técnico Hernán Crespo acabou com o sonho de Cristiano Ronaldo em campanha, que almejava o título mais importante do continente.

No jogo de ida, o Al-Nassr havia perdido por 1 a 0. Precisando reverter o resultado para avançar, o time venceu a volta por 3 a 2 no tempo normal, e na prorrogação, ambas as equipes marcaram mais um para cada lado, com direito a um gol de Cristiano Ronaldo, de pênalti.

Após o empate no placar agregado, Al-Nassr e o Al-Ain disputaram a vaga na disputa de pênaltis, com vitória de Hernán Crespo e companhia por 3 a 1. Somente CR7 acertou sua cobrança, enquanto o croata Brozovic e os brasileiro Alex Telles e Otávio (que defende a seleção portuguesa) perderam.

Depois de encerrar o jejum de títulos (nove anos) do São Paulo vencendo o Campeonato Paulista de 2021, Crespo embarcou em uma nova aventura no Al-Duhail, do Catar. Depois de sua demissão, assumiu o Al-Ain em novembro do ano passado.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Desde então, vem recebendo diversos elogios pelo bom trabalho que vem realizando no time dos Emirado Árabes. Em 17 jogos disputados até o momento, acumula dez vitórias, dois empates e cinco derrotas – aproveitamento de 62,7%, com 31 gols marcados e 22 concedidos.

Agora, o Al-Ain enfrentará o vencedor do duelo entre o Al-Ittihad e Al-Hilal, que lutam pela classificação nesta terça-feira (12), às 16h (de Brasília). A equipe comandada pelo técnico Jorge Jesus, ex-Flamengo, venceu a ida por 2 a 0.

Cristiano Ronaldo não disputará o Mundia de Clubes

Após a eliminação na Liga dos Campeões da Ásia, Cristiano Ronaldo e o Al-Nassr não possuem mais chances de jogar o Mundial de Clubes, que seria mais uma oportunidade de título para o craque. Vale destacar que o treinador do clube é Luis Castro, portguês que comandou o Botafogo em 2022 e na primeira metade de 2023.