Hernan Crespo foi surpreendido e apanhou da torcida

Dono de excelente passagem pelo comando técnico do São Paulo na temporada de 2021, onde conquistou o Campeonato Paulista, o argentino Hernán Crespo tem muitas histórias para contar. Antes de se aventurar na área técnica, o atual comandante do Al Ain, dos Emirados Árabes Unidos, foi um centroavante dos bons.

Criado nas divisões de base do River Plate, um dos clubes mais tradicionais do país vizinho, Crespo ainda defendeu as cores de Parma, Lazio, Internazionale, Chelsea e Milan. Pela Seleção Argentina, foram 65 jogos disputados e 35 gols marcados, marcando presenças em três Copas do Mundo: 1998, 2002 e 2006.

Mas uma das histórias mais curiosas envolvendo o antigo artilheiro vem antes mesmo de se tornar profissional. Em novembro de 1991, quando ainda apenas sonhava em se tornar jogador de futebol, Crespo se envolveu em uma confusão na grande final da extinta Supercopa da Libertadores entre River Plate e Cruzeiro.

“Como eu jogava nas divisões de base, tinha o carnê dos jogadores e entrava grátis nos jogos profissionais. Na final, eu e meus amigos dissemos: ‘vamos lá para a arquibancada visitante, vai estar mais tranquilo’, mas que nada. A entrada era uma bagunça, com a polícia enfrentando a torcida visitante”, relembrou Crespo em entrevista.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ele ainda complementou dizendo ter apanhado na confusão: “Veio a cavalaria e, sem eu fazer nada, me comí un palazo (gíria portenha que em português seria algo como ‘me desceram o cacete’). Eu estava na minha, não era um louquinho. Não passou disso, felizmente. Conseguimos sair dali e ver o jogo. Essas finais na Argentina eram quentes”.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.