Hernan CONFIRMA e ida de Neymar para a Arábia é separada por detalhe

Depois de ser contratado pela maior quantia na história do futebol, Neymar pode estar se despedindo do Paris Saint-Germain. Isto porque segundo o jornal francês  L’Équipe, o próprio brasileiro havia pedido para ser negociado antes do término da janela de transferências da Europa.

A passagem do craque da Seleção não foi como o esperado. Comprado por 222 milhões de euros (cerca de R$ 1,2 bilhão) há seis anos, não conseguiu cumprir seu sonho pessoal e o do clube: ganhar a Bola de Ouro da Fifa e vencer a Liga dos Campeões da Europa como protagonista.

Agora, segundo o veículo francês RMC Sport, houve uma reunião há pouco nos bastidores do clube, onde o técnico Luis Enrique e o diretor esportivo Luis Campos comunicaram Neymar e outros atletas que eles não fazem parte dos planos desta temporada. Por sinal, ele sequer foi chamado para o tradicional media day. 

Diante disso, várias oportunidades se abrem para o atacante, a depender de quanto cada clube interessado desembolsar. De acordo com o jornalista André Hernan, bastaria Neymar dizer um “sim” para fechar com o futebol árabe.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Árabes estão negociando com Wagner Ribeiro possível ida de Neymar ao Al Hilal. Desde o final de maio, Wagner está em contato com o ministério da Arábia Saudita e aguarda avanços! O empresário tem falado com o pai do Neymar e está esperando uma proposta oficial Árabe!”, publicou o jornalista em seu Twitter.

Em qual time Neymar jogará nesta temporada?

Além do Al-Hilal, há outras possibilidades de destino para o brasileiro, claro que com salário reduzido quando comparado com o mundo árabe. O jogador quer retornar ao Barcelona, mas a operação é muito difícil. Primeiro porque o clube catalão passa por problemas financeiros, e segundo porque o técnico Xavi está indeciso em relação a possível transferência.

Além do Barça, Neymar pode acabar no Chelsea, que demonstrou interesse em contratá-lo no começo do ano, Manchester United e Newcastle, todos da Inglaterra. Fora da Europa, pode pintar nos Estados Unidos e Arábia Saudita. A informação foi divulgada pelo Globoesporte.