Guardiola estará no Tribunal nesta quinta-feira (22) em nome de Daniel Alves

Dono de polêmica passagem pelo São Paulo entre 2019 e 2021, o ex-lateral Daniel Alves, hoje com 40 anos de idade, tornou-se “persona non grata” no Morumbi após deixar o clube pela porta dos fundos. Um dos atletas mais vitoriosos da história, ele ainda passaria por Barcelona e Pumas antes de ver sua vida virar de cabeça para baixo.

Semanas depois de representar a Seleção Brasileira na Copa do Mundo do Catar, entre novembro e dezembro de 2022, Daniel foi acusado de agressão sexual a uma jovem de 23 anos em uma boate de Barcelona, na Espanha. Preso de forma preventiva em janeiro de 2023, ele completou 13 meses de detensão nesta semana.

Daniel Alves 1
Daniel Alves no primeiro dia de julgamento por caso em que é acusado de estupro — Foto: EFE/ Alberto Estévez

Podendo pegar até 12 anos de prisão no país europeu, o ex-São Paulo passou por julgamento entre os dias 5 e 7 deste mês e vive a expectativa pela sentença da juíza Isabel Delgado Pérez. O caso, inclusive, ganhará novidades nesta quinta-feira (22), com a magistrada convocando as partes envolvidos a comparecer ao Tribunal da cidade.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Além de Daniel Alves, a juíza chamou Inés Guardiola, advogada do brasileiro, Ester García, advogada da denunciante e a promotora Elisabeth Jiménez. A defesa do jogador pediu a absolvição e, em caso de condenação, que fossem aplicados atenuantes como intoxicação alcoólica e violação do direito fundamental do acusado.

Por fim, se curtiu a matéria não deixe de acessar com frequência o Portal do São Paulino.