Goleiro Bruno escolheu nova profissão e nos deixou sem palavras

Com passagens por Atlético-MG, Corinthians e Flamengo, Bruno Fernandes, também conhecido como goleiro Bruno, era um dos melhores em sua posição atuando no futebol brasileiro. Alcançou seu melhor momento defendendo as cores do clube carioca, quando chegou a ser cotado para vestir a camisa da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2010, realizada na África do Sul.

Todavia, sua carreira foi manchada pela condenação do assassinato da modelo Eliza Samudio, em 2010. Bruno recebeu uma sentença de 22 anos de cadeia por ter participado do crime que tirou a vida da mãe de seu filho. O corpo da mulher jamais foi encontrado até os dias de hoje.

Bruno cumpre regime semiaberto desde 2019, e fora dos gramados por conta da enorme rejeição dos clubes e torcidas, optou por se tornar um coach esportivo. Ele trabalha o aspecto mental de profissionais de diferentes áreas e equipes.

Sua nova função foi divulgada por ele mesmo, e recebeu a ajuda de alguns amigos através das redes sociais. Ele concluiu diversos cursos relacionados à natureza de mentalidade e motivação esportiva. Como esperado, a tentativa de retornar ao mercado de trabalho foi questionada por alguns torcedores.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Desde que saiu da cadeira e começou a cumprir a pena em regime semiaberto, Bruno até tentou retornar a sua carreira de jogador profissional, mas sem sucesso. Assinou com o Montes Claros, Boa Esporte, Poços de Caldas, Rio Branco, Atlético Carioca, mas pendurou as chuteiras em 2021, aos 36 anos. Tamne´m disoutou alguns jogos por times amadores.